Luca Pacioli e o Método das Partidas Dobradas

Ele é considerado o pai da contabilidade moderna porque a revolucionou com a publicação de um preceito imprescindível para os procedimentos contábeis utilizado até hoje. Falaremos aqui sobre Luca Pacioli

O frei franciscano Luca Pacioli, que viveu entre os anos de 1447 a 1517, é considerado o pai da contabilidade moderna. Sua participação e importância se dá devido a um capítulo dedicado ao método das partidas dobradas em livro de sua autoria intitulado “Summa de Arithmetica, Geometria, Proporção e Proporcionalidade” (Coleção de conhecimentos de aritimetica, geometria, proporção e proporcionalidade).

O livro publicado em Veneza no ano de 1494, continha um capítulo sobre contabilidade expondo o “Particulario de Computies et escripturis” que para nós é o método das partidas dobradas. Diferentemente do que muitos pensam, Luca Pacioli não é o inventor da contabilidade e tão pouco inventou os preceitos relacionados as partidas dobradas. Tal método já era utilizado na época e apenas ganhou publicidade após ser exposto em sua obra.

O principal preceito que o método das partidas dobradas traz é que para cada débito existe um crédito correspondente e vise e versa. Para melhor entendimento, é importante dizer que as contas do ativo aumentam por débito e diminuem por crédito. Já as contas do passivo e patrimônio líquido, aumentam por crédito e diminuem por débito. No caso do ativo, eu aumento a conta, adquirindo um bem ou direito, o que faz aumentar o saldo do ativo. Ao contrário, se eu pago uma obrigação, o dinheiro que sai do ativo será creditado diminuindo seus saldos.

No passivo, cada obrigação contraída gerará um crédito que irá aumentar o saldo. Se algum destes valores é pago, por exemplo, faz-se um débito na conta do passivo correspondente para diminuir o saldo da conta.

Em suma, cada origem (passivo) deve ter uma destinação (ativo) e, para cada débito, deverá ocorrer um credito correspondente. Em último exemplo, é possível citar a compra de estoques a prazo. Se comprei a prazo, tenho um crédito em meu passivo na conta “fornecedores” que estará aumentando o saldo do passivo já que tenho uma nova origem para o balanço. Preciso entrar com a mercadoria no ativo. Para isso, faço um débito na conta “Estoques” que irá aumentar o valor do meu ativo por meio desta conta.

O método é simples. Basta saber a natureza das contas: Ativo (devedora), Passivo (credora) e Patrimônio Líquido (credora) e conhecer um pouco sobre as obrigações e as contas envolvidas para saber em qual dos grupos do balanço elas podem aparecer.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento