Como lidar com as incertezas
Como lidar com as incertezas

Como lidar com as incertezas

As incertezas existem porque as situações adversas são reais. Porém, apenas se preocupar não mudará o mundo a nossa volta

Vivemos dias em que incertezas e preocupações fazem parte das diferentes áreas de nossas vidas.

Não sabemos se terminaremos o expediente ainda empregados. Se vamos ser chamados para preencher aquela vaga que tanto precisamos. Se chegaremos em segurança em nossas casas. Entre tantas outras variáveis que não temos controle nem certeza.

Fazem alguns dias que venho pensando sobre algumas incertezas e preocupações que tenho vivido. Coisas que não posso fazer nada para mudar, mas que me tiram a paz.

E neste último final de semana, tive a oportunidade de ler uma pequena história que mexeu muito comigo e que irei compartilhar.

A história de Haw e Hem

Existiam dois amigos próximos. Eles eram inteligentes e, por isso, se julgavam melhores do que os outros. Os seus nomes eram Haw e Hem.

Todos os dias pela manhã, eles levantavam cedo e se dedicavam para realizar os seus sonhos. Pensavam, planejavam e testavam as suas novas ideias. Eles realmente trabalhavam duro.

Por muitas vezes, as coisas não saiam como o esperado e os resultados obtidos não eram satisfatórios. Porém os dois amigos não desistiam e aprendiam com os seus fracassos.

Certo dia, o inevitável aconteceu. Todos os seus esforços foram recompensados. Finalmente, as suas ideias haviam dado certo.

Eles ficaram muito felizes com o grande feito e começaram a mudar aos poucos as suas rotinas. Afinal de contas, eles já tinham conseguido o que queriam na vida. Não precisavam mais se dedicar tanto.

Com o passar do tempo, ao verem que tudo estava tranquilo, decidiram que a partir daquele momento não iriam mais ter incertezas com nada. Agora eles iam apenas desfrutar das suas realizações, do fruto dos seus esforços.

As suas vidas começaram a girar apenas em torno daquilo que haviam conquistado. Nada mais era necessário e tinha importância. A felicidade deles estava firmada naquilo.

Isso aconteceu durante um tempo.

A mudança

Porém uma coisa os dois amigos não haviam percebido. Tudo na vida muda, tudo acaba um dia. E com eles não seria diferente…

Eles estavam tão focados naquilo em que as suas felicidades estavam ancoradas, que não perceberam as mudanças em suas voltas.

“Notar cedo as pequenas mudanças ajuda-o a adaptar-se às maiores que ocorrerão”.

Eles não estavam preparados para a realidade quando esta caiu sobre as suas vidas.

O tempo havia passado, as circunstâncias haviam mudado e eles ainda eram os mesmos. As suas vidas estavam estagnadas naquilo que para eles era perfeito.

Ficaram em choque. Não queriam abandonar a vida que tinham. Não queriam mudar.

Os dias seguintes foram marcados por tristeza, pesar e lamentações.

Porém, era necessário começar de novo. Buscar um novo desafio. Voltar a velha rotina e batalhar mais uma vez.

Mas Hem estava inconsolável. Ele não aceitava a nova situação e disse que permaneceria aonde estava. Ele se agarrava na esperança de que um dia as coisas voltassem a ser como eram.

Haw sabia que não podia ficar parado esperando algo que talvez nunca fosse acontecer. E disse para seu amigo:

“Às vezes as coisas mudam e nunca mais são as mesmas. Essa parece ser uma dessas ocasiões. É a vida! A vida segue em frente, e nós também deveríamos fazer o mesmo”.

Então os amigos se separaram. Hem ficou esperando a vida voltar a ser como era e Haw saiu em busca da realização de novos desafios.

Enfrentando os medos

Haw estava enfrentando muitas dificuldades e incertezas. Talvez as maiores delas estavam relacionadas consigo mesmo. Ele se sentia sozinho e com saudades do seu amigo que havia deixado para trás. Também tinha muito medo de enfrentar o novo e de fracassar.

Quando tinha esses pensamentos, ele perguntava a si mesmo:

“O que eu faria se não tivesse medo?”

Então ele persistia. Erguia a cabeça e continuava a sua busca. O medo ainda existia, mas ele não deixava que isso o dominasse.

Com o passar do tempo, Haw percebeu que muitas oportunidades que poderia ter tido foram perdidas porque demorou a aceitar e a agir diante da situação que havia vivenciado no passado.

Mas também concluiu que outras novas foram surgindo, inclusive a que possibilitou, mais uma vez, que ele fosse bem-sucedido e conquistasse aquilo que almejava.

Dessa vez, porém, ele não se acomodou. Manteve-se atento as mudanças a sua volta e continuou a estabelecer novos sonhos e metas.

Quanto a Hem, Haw não viu mais o amigo, mas tinha esperança de que ele tivesse saído da sua zona de conforto a tempo de mudar de vida.

Lidando com as incertezas

As vezes nos encontramos acomodados em algumas situações (sejam elas boas ou ruins) e nem percebemos. Deixamos de nos dedicar, não nos aperfeiçoamos, não aprendemos coisas novas, e nem esperança temos mais. Literalmente vivendo no velho estilo “deixa a vida me levar, vida leva eu”.

Ter esse estilo de vida pode ser cômodo, porém também pode custar um preço muito alto no futuro.

As incertezas existem porque as situações adversas são reais. Porém, apenas se preocupar não mudará o mundo a nossa volta. É preciso agir e se preparar, da melhor forma possível, para superar os obstáculos que podem aparecer.

Esta história que compartilhei é contada no livro “Quem mexeu no meu queijo?” escrito por Spencer Johnson.

Recomendo a leitura da obra original, pois neste artigo abordei o seu conteúdo de forma resumida e realizei adaptações na história, para não estragar a experiência com o livro.

Comente aqui embaixo a sua opinião sobre quais são as maiores incertezas que atingem a maioria das pessoas atualmente.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento