Como escolher o produto certo para importar
Como escolher o produto certo para importar

Como escolher o produto certo para importar

Escolher um bom produto para importar é decisivo para o sucesso da sua importação

Hoje eu quero falar com você que não tem uma empresa e que não tem uma ideia para começar a importar, mas por algum motivo quer empreender, quer começar a importar.

Primeira coisa…

Bem, você tem que entender primeiro de tudo que importação é uma empresa comercial. Você está falando nada mais nada menos do que comprar produtos e vender produtos. A parte de China é a parte de comprar produtos. Em qualquer empresa comercial você pode comprar o produto no Brasil e revender. Seja produtos nacionais ou até mesmo produtos importados, comprado de importadoras brasileiras. Você pode importar esse produto direto para sua empresa e revender, que é digamos assim hoje, das coisas mais lucrativas no comércio. O que é mais lucrativo do que comprar diretamente numa fábrica chinesa e vender no consumidor final aqui no Brasil, seja em lojas físicas ou através da internet?

Ocupe o ambiente físico e virtual

Não estou dividindo mais esse negócio de mundo físico e mundo da internet. Porque se você tem uma loja física, você tem que usar a internet para vender e se você não está vendendo na internet ainda está de bobeira. Então o lance é, venda na internet e venda em loja física também. É claro que colocar o produto para vender na internet é mais fácil do que montar uma loja, requer menos investimento e tudo mais, mas às vezes não requer menos trabalho não. Bem, não importa, a parte de vendas é com você.

O que eu quero dizer é que se você é importador, importadora e só está com canal físico, vá para a internet, pelo amor de Deus. E se você está começando agora, começar pela internet é ótimo. De maneira geral, em qualquer um desses canais que você vender, importar da China e vender direto é muito lucrativo.

Escolher o Produto

Porém, você tem que definir o produto, eu não vou escolher isso para você, e recomendo que ninguém escolha. Essa decisão é sua. Agora, em que você pode se basear para tomar esta decisão é o que eu quero te falar.

A escolha pode ser com base em sua experiência, algo que você já trabalhou, sabe como é, conhece o mercado. Ou baseada em um gosto, um hobby, um tesão seu, uma paixão sua. Por exemplo, eu gosto de aviação, então se eu fosse trabalhar com alguma coisa de aviação, poderia escolher roupa para a aviação, ou aeromodelismo, essas coisas. Algo que eu gostaria de fazer.

Outras pessoas são apaixonadas por bichinhos, então querem fazer algo de pet. Tem gente que é apaixonada por decoração, quer fazer coisa de decoração, tudo bem. Entenda, é um ramo, um começo. Não sei se isso vai dar dinheiro ou não, porque é preciso fazer conta. Mas para começar você precisa de uma brasa, de um fogo, de um isqueiro ali.

Você pode escolher também uma oportunidade de mercado. Por exemplo, agora está todo mundo falando de patinete, bike elétrica, o que você tem que ver, é se nesse mercado você vai poder ficar por muito ou pouco tempo.

Enfim, você precisa pensar em alguma coisa pra começar. E depois precisa saber quanto tem que ter de grana para investir. Bom, vamos à esta primeira pergunta.

Antes de tudo…

Para você começar agora, e eu te dar esse próximo passo, vá lá no Mercado Livre Tendências que você vai encontrar os produtos que mais vendem no Mercado Livre, uma fonte de pesquisa muito boa, porque muita gente está indo lá.

Navegue por lá e provavelmente você se identificará com algum produto. Aquele que você pensará “esse produto é legal, seria legal trabalhar com isso”. Converse com um, e com outro e defina. Você tem que definir, não há uma resposta exata. Tem muito ramo bom, tem muito ruim, tem gente que se dá bem no ramo, tem gente que no mesmo ramo não se dá bem. Comércio, empreendedorismo, importação, não é uma ciência exata que você faz uma conta de A + B e da C. Tem muita coisa ali no meio, que você vai precisar interferir. Então é legal ter relacionamento com o produto, e ter muita vontade de trabalhar com ele.

Próximo passo!

Bem, definido o produto, é preciso saber se tem na China, e quanto custa para trazê-lo até o Brasil. Em seguida vem a parte de pesquisa de fornecedores e cálculo de custos. Via de regra usamos muito o Alibaba na pesquisa, para ver os produto que têm lá.

Para ter uma ideia, considerando que importará 100 mil reais ou mais você pode pegar o preço do Alibaba e adicionar uns 80%. Se for importar 100 mil reais ou menos, pegue o preço do Alibaba e dobre. Coloque 200, 220%, que é o valor que vai chegar no Brasil. Alguns podem pensar, “Nossa Rodrigo, mas é muito caro.” Sim, é muito caro. É preciso entender que na China é muito barato, mas você não importa quanto custa lá na China, importa quanto custa no Brasil.

O que eu quero saber é, custa $1 dólar na China, vai chegar aqui por $2 dólares, se o dólar estiver R$4,00 vai chegar por R$8,00. Por quanto você consegue vender isso? Multiplica por 3, você tem que vender isso por R$24,00 ou mais.

Retomando

Pegue o custo do produto lá na China, multiplica pelo dólar, dobra e faz vezes 3. A partir disso, você fará uma pesquisa de mercado aqui, e verá se consegue vender o produto por esse valor. Se conseguir, este produto é um bom negócio para importar. Você pode começar o seu projeto de importação. Obviamente você não vai mandar dinheiro para a China agora, só com base numa conta de cabeça que eu fiz aqui.

Vamos começar o seu projeto assim que você definir o produto. Estando ciente que para começar você terá que investir grana. Não existe isso de começar do zero. “Ah não tenho grana pra importar.” Então não vai importar. Ninguém vai vender a prazo para você na China. “Ah, mas eu tenho um cartão de crédito e quero importar 10 mil reais.” Olha com 10 mil reais é melhor você ir lá na 25 de março, comprar um produto lá e vender na internet. Ou vai vai no camelódromo da sua cidade compra o produto e vende na internet. Com 10 mil, 20 mil, 30 mil comece no Brasil.

Você tem que importar?

Na verdade não, se você não tem o investimento ideal, saiba que não precisa começar a importar. Porque vai ficar muito caro, e você acabará não tendo nenhuma vantagem competitiva. Agora, se você já tem de 30 mil a 50 mil pra cima, aí pode dar jogo. Quanto mais grana você tiver, mais opções você terá e menor será o seu custo. É por isso que os “gigantões”, as empresas que importam bastante conseguem comprar num preço muito mais baixo. Porque eles chegam lá comprando por exemplo, 10 mil peças de um determinado item, e você chega comprando 100 peças, quem vai ter o melhor custo? Quem vai ter a melhor viabilidade? Ele, com certeza. Claro que não precisa também importar 10 mil peças de cada item. Pense assim, 100 mil pra cima já estamos no jogo.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Rodrigo Giraldelli

    Rodrigo Giraldelli

    Rodrigo Giraldelli é consultor de importação focado em ajudar empresas a importar da China, faz isso desde 2003 e já foi pra China mais de 10 vezes.

    É também um apaixonado por comércio internacional, desses que não ligam muito de passar 48 horas viajando para o outro lado do mundo para fechar um negócio ou responder emails às 3 da manhã.

    café com admMinimizar