3 práticas para ser uma pessoa mais calma
3 práticas para ser uma pessoa mais calma

3 práticas para ser uma pessoa mais calma

Um guia para quem deseja se acalmar e se estressar menos

Frequentemente me descrevem como uma pessoa “calma”. Não tenho certeza se eles na verdade querem dizer “chato”, mas estou feliz por ser calmo na maioria do tempo.

Quando os outros estão estressados, eu posso ajudá-los a se acalmar.

Quando as coisas não estão dando certo, calmamente tomo uma ação apropriada em vez de entrar em pânico.

Quando tudo parece se acabar, eu me mantenho centrado. Eu posso sentir mesmo dentro da dificuldade, e encontrar paz, a estável conexão com tudo ao meu redor.

Não falo isso para me vangloriar, mas na tentativa de que vou incentivar outros a tentar o mesmo.

Se você quer se acalmar, se estressar menos, ofereço pra você este guia.

O lema da calma

Recentemente ofereci esse lema para minha filha de 18 anos, quando ela estava passando por uma situação estressante:

“Nada demais”

Eu disse, “Apenas lembre-se NND. Não é nada demais.”

Lembre-se desde lema toda vez que algo estiver dando errado, ou algo está lhe frustrando, ou você não está alcançando o que queria. Nada demais.

Claro, sempre há situações que serão grandes:

  • Vida e morte ou situações de emergência;
  • Quando alguém que você ama realmente precisa de ajuda.

Tenho certeza de que há outras situações que são algo grande, mas, na maior parte do tempo, não são tão grandes como a gente imagina. Nós nos estressamos muito por pouco.

Você tem um milhão de coisas para fazer e não tem tempo o suficiente para fazer tudo? Nada demais: pegue o que você pode fazer e mãos à obra. Isso é tudo o que você pode fazer agora, então não vale à pena colocar mais estressa numa situação já difícil.

Uma tarefa a ser feita vai ser muito difícil para você? Não tem problema. Dê o primeiro passo. Mova-se. Você vai lidar com a dificuldade.

Os planos estão dando errado? Nada demais. Encontre uma nova alternativa.

Alguém infeliz com você? Não tem problema. Entenda a dor deles, tenha compaixão, tome a atitude apropriada para tentar consertar as coisas ou passe adiante caso algo não possa ser consertado.

Há outra maneira de encarar a situação, é claro: tudo o que fazemos é extremamente importante. Assim, ao invés de nos deixarmos distrair ou tomar os resultados como garantidos, podemos conferir a cada ato toda a nossa atenção e amor.

Entretanto, isso não significa que precisamos ficar nervosos ou estressados acerca da nossa situação: embora o nosso ato seja importante, a situação geralmente não é. A vida continua. E é apaixonantemente bela.

Práticas de calma

Quando tudo parece desabar, quando as coisas não acontecem como esperado, há algumas práticas que você pode tentar além de se convencer de que não são importantes:

1. Fique por dentro da dificuldade

Geralmente nós queremos nos livrar da dificuldade para dar fim ao estresse e à dor, encontrar paz. Em vez disso, podemos entender o sentimento do estresse, da dor ou medo ou irritação que estamos sentindo.

O que significa cair de cabeça na dor física que toma seu corpo, o que não é algo para se ter pânico. Essa é só uma dor momentânea e você pode lidar com isso, com coragem. Tal prática é transformadora e altamente recomendo a você tentar ao máximo durante o dia.

2. Seja maior do que você mesmo

Quando estamos estressados ou frustrados é porque estamos presos na armadilha da nossa pequena e egoísta idiossincrasia. Nós queremos o que queremos e ficamos infelizes quando não conseguimos.

Se ultrapassamos nossa perspectiva, de repente encontramos algum espaço. Nem tudo parece tão fechadas e desastrosas. Nós podemos ver melhor a situação, vê-la pela perspectiva de outras pessoas, perceber que há mais do que o que estamos vendo ou queremos.

Esse ponto de vista maior é geralmente bem calmo e relaxante. Quando você está ficando entediado, saia um pouco do seu lugar e veja a partir dos olhos dos outros, como a perspectiva de um pássaro.

3. Conecte-se com a paz interior

Depois das duas práticas acima, há uma mais profunda: encontre o lugar dentro de você que está completamente em paz. O centro da tempestade, onde nada está louco, onde você sente que há uma verdade eterna — onde você está intimamente conectado com tudo o mais.

Isso pode demorar um pouco para ser encontrado, então pratique. Uma vez que você encontra essa conexão estável, não importa o que estiver acontecendo ao seu redor — a paz vai estar lá.

Você pode praticar todos esses passos, um após o outro, ou só escolha um e pratique todos os dias por uma semana ou dias. Você vai encontrar calma. Vai ser um deleite.

ExibirMinimizar
aci baixe o app