10 razões para a pequena empresa adotar um sistema de gestão
10 razões para a pequena empresa adotar um sistema de gestão

10 razões para a pequena empresa adotar um sistema de gestão

Antes de tudo é preciso lembrar que os sistemas de gestão, por si só, não resolvem todos os problemas das empresas.

Os sistemas de gestão, ou ERPs, são fundamentais para a sustentabilidade dos negócios a médio e longo prazo, em um mercado cada dia mais competitivo. O acesso às informações confiáveis é o que vai garantir as melhores tomadas de decisão das pequenas empresas.

Veja a seguir dez razões para uma pequena empresa adotar um sistema de gestão:

1 - Antes de tudo é preciso lembrar que os sistemas de gestão, por si só, não resolvem todos os problemas das empresas. Eles devem, necessariamente, ser acompanhados de uma mudança cultural e da adoção das melhores práticas do mercado, bem como da busca pelo conhecimento básico dos conceitos de gestão que são inerentes ao negócio de cada empresa.

2 - Dito isto, um dos principais motivos para as pequenas empresas adotarem um sistema ERP é manter sua vantagem competitiva. Para tanto, é necessário modernizar, deixar de lado processos manuais, que aumentam os riscos de erro, e adotar uma cultura baseada na alta performance.

3 - A falta de agilidade e velocidade de informação e a falta de dados confiáveis na retaguarda podem engessar os negócios. Pequenas empresas crescem a partir da demanda dos clientes e elas precisam estar preparadas para atendê-los sem atrasos, com o risco de perderem bons negócios.

4 - Soluções de gestão são amplas em funcionalidades que centralizam as informações de todos os processos da empresa, dos diferentes departamentos, e até mesmo das diferentes filiais, em um único banco de dados, permitindo com que o gestor visualize os resultados consolidados e individuais para uma gestão unificada.

5 - Por centralizar as informações em um único sistema, é possível manter o controle dos pedidos de compras e vendas com mais segurança e imprimir maior agilidade na coordenação de estoque, produção, transporte, quando for o caso.

6 - Com a integração das informações financeiras o gestor pode acompanhar o desempenho geral da empresa, visualizando quanto o negócio contribuiu para as receitas e quanto consumiu dos recursos da empresa por tipo de conta.

7- Outro grande motivo para implantar um sistema ERP é eliminação dos custos da mão de obra operacional gasta ao digitar a mesma informação em dois ou mais lugares e do retrabalho devido a erros causados por falha humana ou atraso no acesso às informações.

8 - Além disso, os sistemas contam com recursos e funções utilizadas por qualquer negócio, como controle financeiro e qualidade, entre outros. As interfaces dos sistemas estão cada vez mais fáceis de utilizar e mais intuitivas, além de possibilitarem customizações para demandas específicas de cada empresa.

9 - Os melhores sistemas já estão projetados para operarem na nuvem, acessíveis de qualquer lugar ou dispositivo conectado com a internet. Além disso, alguns são oferecidos no modelo SaaS, em que

sua utilização é paga pelo uso de um serviço, geralmente por meio de uma assinatura mensal que inclui operações básicas de tecnologia como backup, segurança da informação e upgrades.

10 - Por último, é preciso considerar que os gastos com a solução se justificam a partir de uma estratégia de crescimento cujo objetivo é trabalhar de forma mais produtiva e eficaz possibilitando uma atuação mais assertiva no mercado. A solução ERP trará retorno tanto com relação ao tempo como nos custos gerais do negócio, tendendo a aumentar o lucro do empreendimento.

*Fábio Túlio Felippe é diretor presidente da Jiva Gestão Empresarial.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Fábio Felippe

    Fábio Felippe

    Com mais de 25 anos de experiência no mercado de gestão de empresas, Fábio atuou na criação de sistemas ERP e nos serviços de consultoria em gestão, com desenvolvimento de métricas e metodologias inovadoras utilizadas atualmente por mais de 2.000 empresas no Brasil. Tem graduação em Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi presidente do Comitê de Gestão Empresarial da Câmara Americana de Comércio (AMCHAM) Uberlândia, presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento Tecnológico da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG-VP/CRDT) e atualmente é Diretor na ACIUB (Associação Comercial e Industrial de Uberlândia). Condecorado com a Medalha de Mérito Industrial pela FIEMG. Fábio Túlio Felippe é sócio fundador das empresas Sankhya, Jiva, Instituto MahaGestão e Lojista Online.

    café com admMinimizar