PERÍCIA CONTÁBIL NO PODER JUDICIÁRIO

RESUMO A perícia contábil é uma importante função que exige conhecimento especializado. Neste estudo busca-se responder, existem casos em que a perícia contábil é meio de prova suficiente para o convencimento do magistrado? A hipótese é que a perícia contábil, na esfera judicial, pode ser elemento suficientemente determinante para o convencimento do magistrado, desde que haja elementos suficientes (registro de escrituração fiscal, notas fiscais, recibos, contratos, livro de registro de empregados, atas de reunião de sócios, tabela de preços, controle de estoques, estatísticas de vendas, etc.) para se elaborar um laudo que apresente conclusão totalmente incontroversa. O objetivo é demonstrar a importância dos trabalhos periciais em auxilio aos magistrados dos órgãos do Poder Judiciário. O perito deve ser habilitado profissionalmente para a realização da perícia, por que sua interpretação irá propiciar o descobrimento da verdade. Para que o desempenho dessa função seja eficiente e eficaz, exige-se do perito alguns requisitos fundamentais que são: saber técnico cientifico, vivencia profissional, perspicácia, sagacidade, conhecimento geral de ciências afins à contabilidade, índole criativa e intuitiva, probidade. A qualidade do trabalho do perito espelha-se na própria confiança que seu relato e opinião despertam-nos que vão utilizar de sua opinião. O laudo pericial é uma peça de alta responsabilidade que requer qualidade, devendo atender a requisitos especiais que lhe são pertinentes. Palavra chaves: Perícia, Perito Contador e Perito Assistente

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Rogério

    Exibir