voltar para Produção Acadêmica

O Empreendedorismo como disciplina nos cursos universitários

Podem os estabelecimentos de Ensino Superior assumir o desenvolvimento de empreendedores em seus bancos escolares? É de relevante importância que o aluno, ao término de sua graduação, sinta-se capaz de enfrentar o mundo (mercado de trabalho e sua posição na sociedade) com outras opções, de “emprego”. De um modo geral, em nome da estabilidade os alunos são educados para ser empregados ou prestar concursos públicos. A verdade é que o emprego, é apenas uma das muitas possibilidades de se estabelecer, de forma produtiva, em sua comunidade. As Instituições de ensino Superior precisam estar em sintonia com as transformações, no mercado de trabalho, visando adequar a qualificação e a preparação dos alunos para o mundo do trabalho e dos negócios, em especial para a constituição de empresas. Quando se analisa a fragilidade gerencial e administrativa dos pequenos empreendimentos, cresce a importância de se incorporar, à formação profissional curricular dos alunos, o desenvolvimento de habilidades e aptidões empreendedoras, além de uma formação básica em temas relacionados ao planejamento e gestão empresarial. Alguns estudos realizados pelo SEBRAE (Sistema de Apoio às Micro e pequenas Empresas) demonstram que o índice de mortalidade das micro-empresas é bastante elevado, chegando a 80% em dois anos. Portanto, é inquestionável que, ao ensino superior cabe uma atitude que venha a transforma estes resultados em ações de sucesso através de sua intervenção na formação de pessoas com maior capacidade de gestão. Neste texto será possível encontrar uma proposta de metodologia para o ensino de empreendedorismo, do professor Fernando Dolabela e, algumas práticas de sucesso de alguns Institutos de Ensino. São resultados realmente encorajadores. É importante que todas as instituições de ensino, não só as de nível superior, estejam atentas para este novo paradigma que a elas se impõe para o desenvolvimento, principalmente, da economia do país.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Fábio Correia

    Mestre em Administração pela FGV, pós graduado em Gestão de Negócios (UCAM), pós graduado em Docência para o Ensino Superior (UCAM) e especialização em Marketing (ESPM-RJ). Graduado em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Augusto Motta.

    Professor universitário da UNISUAM de disciplinas ligadas a área de Marketing e administração, atual Gestor da Presto Dati Tecnologia e Marketing.

    Pai de Caterina Barletta Cipolla, uma italianinha brazuca muito linda.

    Tem experiência na área de Gestão Empresarial e Gestão de Negócios, com ênfase em Marketing. Visão ampla, obtida na gestão de marketing, possui habilidade para pensar estrategicamente, gerenciar mudanças e, habilidade analítica para resolver problemas.

    Experiência na implementação de estratégias de marketing, na condução de unidades de negócios, gestão tecnológica, Branding e comunicação. Nos últimos anos tem enfrentado o desafio de gerir duas empresas de tecnologia (monitoramento veicular e desenvolvimento de sistemas Web) com todos os desafios impostos pela concorrência com grandes players, negociação B2B e gestão fiscal e de recursos humanos.

    Exibir