Logistíca Reversa - O caminho para a sustentabilidade

Este artigo tem como objetivo analisar a potencialidades da logística reversa e mostrar a sua capacidade e seus benefícios na sociedade e ao meio ambiente. Uma área nova da logística que vem ganhando cada vezes mais importância no meio empresarial.

A logística reversa tem como objetivos principais o recolhimento e reaproveitamento de produtos e materiais que tiveram o seu ciclo produtivo encerrado, assim sendo, a logística reversa (LR) fazem o processo inverso da logística tradicional, pois a tradicional tem como fundamento o fluxo da origem do produto para o seu ponto de consumo. Esse fluxo reverso tem ganhado cada vez mais espaço no âmbito empresarial em função da preocupação com o desgaste do meio ambiente e como conseqüência a escassez de matéria-prima e a conscientização da população para a importância de uma produção mais sustentável.

Em linhas gerais e de forma simplista, a logística reversa diz respeito à devolução de mercadorias. Ou seja, quando elas retornam do cliente final ao distribuidor ou indústria. Na prática, a partir do momento em que qualquer empresa recebe um produto de volta, está praticando a logística reversa. Porém, ao não dar importância, ao não ter um departamento específico para tal, perde, e muito, tanto financeiramente, como em estrotura. É de suma importância que aconteça uma maior concientização dos meios de produção e de toda população.

Introdução.

A logística reversa tem tido grande importância na área empresarial tanto nacionalmente e internacionalmente. Sendo a logística reversa responsável pelo retorno das mercadorias pelos seus canais de distribuição Pós – Consumo e Pós-Venda. Para a maior parte dos bens descartados existem algumas condições necessárias para reintegração ao ciclo produtivo isso ocorre no processo de planejamento e implementação e controle de eficiência, dos custos efetivo do fluxo de matérias – primas, estoque de processos, produtos acabados e as respectivas informações, desde o ponto de consumo até o ponto de origem com o propósito de recapturar valores ou adequar seu destino.

Pode – se definir logística reversa não somente como a função sistemática de otimização do fluxo de materiais, mas como visão estratégica empresarial no ponto de vista econômico e inovações que hoje se tornaram tão necessárias para expansão e sobrevivência das empresas que desde então passaram a ver cada vez mais a possibilidade e a necessidade de implantar a logística reversa dentro do processo logístico. As empresas não estão somente focadas na distribuição dos seus produtos, mas também se preocupando com o processo inverso do momento de fabricação do produto até seu retorno as cadeias de distribuição, dando valores agregados onde poderão ser comercializados em um mercado secundário ou destinando estes produtos de formas responsáveis.

Em algumas empresas o processo de logística reversa trabalha simultaneamente com o processo de gestão ambiental, pois cada vezes mais os consumidores estão exigindo das empresas produtos e serviços que degradam menos o meio ambiente. Esse crescimento da sensibilidade ecológica tem sido acompanhado por ações de empresas. Alem das possíveis oportunidades econômicas, as organizações enxergaram estas necessidades como uma nova visão do mercado em relação a seus concorrentes e, estão buscando maneiras e formas para se adaptar a este novo processo de gestão (LR).

LOGÍSTICA.

Tem-se o conhecimento de logística desde a Grécia Antiga a qual levava o nome de Logísticas. A logística muito antes de uma área das empresas era uma fundamental ferramenta militar, pois normalmente as guerras eram muito longas e distantes, por isso necessitava de transporte de recursos, transporte das tropas até os locais de combate transporte de armamentos e equipamentos pesados. Logística nesse caso era visto como uma arma estratégica para as batalhas da época.

A logística passou a ser vista como uma ciência a partir do ano de 1907, com o tenente-coronel Thorpe, do corpo de fuzileiros navais dos Estados Unidos da América. Thorpe escreveu o livro "Logística Pura: a ciência da preparação para a guerra". Segundo ele, a estratégia e a tática proporcionam o esquema da condução das operações militares, enquanto a logística proporciona os meios. Assim, pela primeira vez, a logística situa-se no mesmo nível da estratégica e da tática dentro da Arte da Guerra.

A logística empresarial vista como estratégia nas organizações é algo fundamental para se manter e se destacar no mercado. A distribuição de produtos de forma eficaz aos consumidores proporciona um diferencial ao cliente.

Na administração a logística é a parte responsável para disponibilizar recursos e informações para a realização das atividades da empresa. (Carvalho, 2002, p.31). "Logística é a parte do Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento que planeja programa e controla o fluxo e armazenamento eficiente e econômico de matérias-primas, materiais semi-acabados e produtos acabados, bem como as informações a eles relativas, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de atender às exigências dos clientes."

A diferença entre a logística empresarial e a reversa é o sentido do fluxo do produto, pois sendo o da logística empresarial iniciado no ponto de origem do produto e indo até o seu ponto de consumo, e o da logística reversa do ponto de consumo até a origem do produto.

Logística Reversa.

A logística reversa é o processo de recolhimento de produtos e materiais que tiveram o seu ciclo produtivo encerrado. Assim sendo, faz o processo inverso do tradicional da logística, pois faz o fluxo físico dos produtos e materiais desde o seu ponto de consumo até o seu ponto de origem. (Murphy e Poist - 1989) Logística reversa é a movimentação de mercadorias do consumidor ao produtor no canal de distribuição.

A logística reversa é geralmente aplicada em dois casos:

- Produtos novos com defeitos, ou até mesmo, que não foram do gosto do cliente, portanto deveram ser trocados.

- Produtos que tiveram seu ciclo de vida encerrado e que podem ser recuperados.

O conceito de logística reversa é bastante amplo, por isso não devemos entendê-la como apenas um recolhimento de produtos defeituosos, ou coisa do gênero, pois o processo logístico reverso se refere ao recolhimento de todos os materiais que poderão ser reaproveitados, desmontados e processados de forma sustentável para a sua colocação no mercado.

Como o apelo da população para uma produção mais sustentável vem aumentando, o processo logístico reverso se torna vital para qualquer empresa que pretende abrangir o seu mercado. A logística inversa pode se tornar um ponto de grande lucratividade para as instituições que se adaptarem ao seu processo. No Brasil algumas instituições ainda não se atenderam a esse ponto que pode se tornar um ponto

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Everton

    Sou estudante de administração, estudo na faculdade Opet, estou no terceiro período. O meu interece no site é almentar e aperfeiçoar os meus conhecimentos sobre administração como um todo.

    Exibir