voltar para Produção Acadêmica

HISTÓRIA DO DINHEIRO

UM BREVE RELATO SOBRE O DINHEIRO NO MUNDO E NO BRASIL

INTRUDUÇÃO

O dinheiro, tão antigo e necessário quanto a vida em sociedade, sempre esteve facilitando a vida do homem. Desde as épocas do escambo, o homem sempre procurou uma forma de trocar suas mercadorias sem perder muito com isso. O dinheiro foi a forma inventada e universalmente aceita para efetuar essas trocas onde cada mercadoria recebe um valor. com o passar dos séculos o dinheiro foi introduzido em todos as sociedades e povos. Com o fim do feudalismo, século xv, as nações se organizavam e passavam a ser mercantilistas e conseqüentemente aumentou a quantidade de dinheiro em circulação nos paises. Nos paises mais desenvolvidos surgiram idéias de guardar grandes somas de dinheiro em locais mais seguros que em casa, a partir daí os donos de grandes quantias de dinheiro passaram também a utilizar um meio mais pratico e suguro para efetuar pagamento de grandes somas de dinheiro, os cheques. Na segunda metade do século xx começou o uso de cartões de credito que desde então não parou de crescer e inovar, assim como o cheque, mas de forma mais segura, substitui o uso de dinheiro em espécie nas transações.

DESENVOLVIMENTO

CHEQUES

O dinheiro é um bem representado em cédulas de papel ou em moedas de metal, que podem ser trocadas por qualquer outro bem. Mas com o passar do tempo as cédulas encontraram um substituto para representa-las sem perder ou aumentar seu valor, uma dessas invenções é o cheque. Seu nome é de origem controversa entre ingleses e franceses, a data de sua invenção é remota e desconhecida que volta até o império romano no século IV antes de cristo. Mas a certeza é que ele já era muito usado no século XVI na Holanda, e outros paises da Europa usava muito o cheque. Somente em 1.762 que foram impressos os primeiros cheques modernos, por Lawrence Childs da Inglaterra foi o primeiro a imprimir. Mesmo sendo muito usado em todo o mundo o cheque só teve uma legislação própria um século depois de sua primeira impressão, França e Inglaterra foram os dois primeiros paises a legislar sobre o uso do cheque. Com o passar dos anos o cheque teve muito que evoluir para evitar as falsificações as folhas de cheques passaram por muitas modificações, seu papel passou a ser especial exclusivo para aquele fim, as impressões tiveram que usar tintas e carimbos especiais. Mesmo assim ainda hoje muitos cheques são falsificados. Os bancos tem a cada ano prejuízos enormes por causa das falsificações, e pessoas que deixam de tomar os cuidados necessários para não terem seus cheques copiados, roubados, clonados entre outros adjetivos que podem ser usados com relação ao mal uso do cheque por quadrilhas e pessoas de má fé. Por que os bancos investem em segurança do cheque criminosos sempre acham um jeito de fraudar. Após séculos de uso e sucesso entre os que usavam, o uso do cheque entrou em declínio, com a novidade do cartão de credito após a segunda metade do século XX .

CARTÕES DE CRÉDITO

Os cartões de credito surgira na década de 20 , começou como cartão de fidelidade, usados nos postos de gasolina, hotéis e firmas. Os clientes dessas empresas recebiam o cartão e podiam pagar suas compras usando o cartão, não precisando carregar dinheiro, mesmo mostrando tanta facilidade e comodidade, o cartão de credito só se popularizou três décadas depois. A Diners Club lançou em 1.950 o primeiro cartão de credito moderno, feito em papel cartão até 1.955. Outras empresas também passaram a emitir seus carões de credito causando preocupação entre os bancos que também laçaram os seus cartões de credito. Em 1.958 a empresa American Express e o banco Bank of América laçaram os seus cartões, tão famosos e conhecidos como o Diners. Mundialmente conhecidos estes cartões movimentam muito dinheiro e contas pelo planeta. O cartão do Bank of América mudou de nome na década de 70 e em nos anos 90 passou a ser o cartão de credito mais aceito no mundo, com cerca de 12 milhões de estabelecimentos o aceitando. Os cartões de credito se multiplicaram por causa de sua praticidade e segurança em relação ao cheque, você não precisa carregar blocos de papel para fazer compras parceladas, basta o cartão. Ele ainda faz saques e outros serviços que o cheque não faz. Com tanta popularidade e praticidade não podia faltar o cartão de credito internacional, mesmo fora de seu pais você faz compras saques e muitas coisas que o cheque não lhe permitia, os viajantes passou a ter mais facilidades em suas viagens. Hoje alem das instituições financeiras e grandes empresas, lojas de médio e pequeno porte estão lançando seus cartões, objetivando fidelizar seus clientes, uma das formas mais praicas e necessárias para permanecer no mercado. Os cartões de credito não param de evoluir, cada vez mais empresas oferecem a seus clientes cartões inovadores e seguros com muitas vantagens em seu uso. Um dos avanços inovadores do cartão de credito é o uso da tecnologia, o smartcard é um desses, com um chip esse cartão proporciona ao seu usuário certa comodidade na hora de fazer compras, ele pode ser carregado com uma certa quantia em dinheiro que vai sendo debitada a medida que vai sendo gasta, podendo ser carregado novamente. Muitos desses cartões atende a nichos de mercado específicos, direcionados. Há cartões para todos os tipos de pessoas, todos os gostos e necessidadesCartões de afinidades que apóiam campanhas sociais, ecológicas; cartões para apoiar clubes de futebol; cartões para atender publico jovem e universitários; cartões de negócios para atender altos funcionários de empresas; e quem não se lembra dos cartões corporativos do governo, onde funcionários públicos faziam e fazem despesas ilícitas, é o cartão facilitando até o desvio de dinheiro publico.

O DINHEIRO NO BRASIL

O dinheiro no Brasil chegou junto com os colonizadores, que o trouxera de Portugal para realizar a comercialização aqui na colônia, e tiveram que aceitar o dinheiro trazido pelos invasores e piratas, pois o real português era insuficiente para atender a demando de moeda que a colônia precisava. O real português circulava junto com moedas de diversas nacionalidades, cujo valor era estabelecido pelo conteúdo metálico da moeda.durante os dois primeiros séculos de colonização o Brasil usou dinheiro vindo de Portugal e sempre enfrentou dificuldades coma falta de moeda em circulação, tendo que usar mercadoria como dinheiro. Nos dois séculos seguintes a colonização o Brasil enfrentou dificuldades por falta de uma política monetária para a colônia. O dinheiro que vinha de Portugal era insuficiente par circular dentro da colônia, nem com a circulação de moedas estrangeiras o problema era resolvido, os reales espanhóis circulavam pelo pais em grandes quantidades.

Somente no final do século XVII, o rei de Portugal, D. Pedro II, autorizou a criação de uma casa da moeda na Bahia, a primeira do Brasil a cunhar moedas provinciais. As moedas já existentes fora

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    ISRAEL PASSOS

    D'US, FAMÍLIA, SAÚDE, TRABALHO & CONHECIMENTOS

    Exibir