voltar para Produção Acadêmica

Hipercompetição na indústria de telefonia móvel celular

Com a privatização do setor de telecomunicações, a indústria de telefonia móvel celular vivencia transformações que intensificam a dinâmica da concorrência. Este estudo objetiva analisar os movimentos competitivos da indústria de telefonia móvel na Área 10 (Estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí). Trata-se de uma investigação acadêmica realizada por meio de uma pesquisa com abordagem qualitativa, baseada em fontes secundárias de informação. Os movimentos da indústria são analisados, utilizando-se o modelo de hipercompetição, formulado por DAveni. Como motivador dos movimentos competitivos nas quatro arenas por ele propostas, são apresentadas abordagens de vantagem competitiva. Conclui-se que o modelo utilizado é adequado para a análise de ambientes hipercompetitivos, havendo utilização concomitante de movimentos nas quatro arenas propostas, com concentração nas arenas de custo e qualidade e timing e know-how.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Walter Moraes

    Graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Pernambuco (1972), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1975) e doutorado em Management Sciences - University Of Manchester Institute Of Science And Techonology (1988). Atuou como Direitor Científico da ANPAD - Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Administração (2005-2008) e Diretor Acadêmico da Faculdade Boa Viagem (2006-2009). Atualmente é Professor Titular do Curso de Administração da Univesidade Federal de PernambucoTem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Estratégica, atuando principalmente nos seguintes temas: estratégia empresarial, estratégia de internacionalização, competição, recursos competitivos e desempenho empresarial.

    Exibir