voltar para Produção Acadêmica

GERAÇÃO Y: AS ÂNCORAS DE CARREIRA DE UM GRUPO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE UMA IES COMUNITÁRIA DO RIO GRANDE DO SUL

O mundo está em constante mudança, sejam elas locais ou globais. Um reflexo disso é perceptível nas organizações onde profissionais de diferentes idades, pensamentos e maneiras de entender o trabalho estão atuando lado a lado.

Com isso, surge um questionamento: estes profissionais da geração Y que estão finalizando seus cursos superiores e construindo sua carreira profissional no mercado reconhecem e valorizam quais aspectos na carreira e na vida pessoal?


Para responder esta pergunta, o presente estudo teve como objetivo identificar as âncoras de carreira de um grupo de estudantes da Universidade de Santa Cruz do Sul, pertencentes à geração Y, formado por 37 acadêmicos, nascidos entre 1978 e 1994. A maioria dos respondentes cursa Administração (91,9%), é do sexo feminino (56,8%) e reside na cidade de Santa Cruz do Sul (73,0%). Os resultados revelaram que no âmbito das Âncoras de Carreira desta geração há como base, em sua maioria, a âncora Segurança e Estabilidade (21,6%). No âmbito do trabalho estas pessoas preferem estar seguras e estáveis em uma empresa tradicional e em um cargo com atividades rotineiras e bem definidas, e esperam um salário compatível à sua atuação e com promoções de cargo previsíveis. Buscam organizações que ofereçam um bom leque de benefícios, nas quais possam vislumbrar uma futura carreira.

No entanto, nota-se um aspecto diferente quando analisados os dados da pesquisa por gênero, já que as respondentes do sexo feminino têm como âncora principal Desafio Puro, (28,6%). Neste caso, então movidas pela busca de desafios, procuram superar-se, gostam de resolver problemas quase insolúveis e o projeto ou tarefa que seus colegas podem considerar difícil ou até impossível as motiva e as desafia. Também gostam de ser reconhecidas pelo mérito, recompensadas e são competitivas por natureza. Já os respondentes do sexo masculino repetem o resultado da maioria, Segurança e Estabilidade, (25%).240


Ainda que o estudo tenha sido realizado com um pequeno número de indivíduos, conclui-se que o grupo analisado, que pertence à geração Y, valoriza o quesito segurança em sua carreia profissional, porém sentem-se seguros quanto ao futuro e estáveis em relação à sua atual atuação profissional e sua organização. Alguns autores entendem que isso se deve a um cenário econômico instável e mutável, no qual muitos profissionais seguem para o serviço público ou procuram organizações tradicionais e/ou que apresentem uma sensação de estabilidade. Para tanto, como demostrou este grupo, tendem a procurar por cursos de graduação que ofereçam ampla gama de possibilidades profissionais, por exemplo, o curso de Administração. Como limitador deste estudo está o fato de que somente analisou-se uma geração, a Y, assim, sugere-se que futuros estudos sejam realizados com a comparação entre gerações.


A contribuição desse estudo está em demonstrar aos gestores das organizações que é necessário que eles atentem e compreendam que os seus profissionais podem vir a responder de maneira diferente aos mesmos estímulos organizacionais, ou seja, os pertencentes da geração Y possivelmente agem e entendem a carreira profissional, aspectos pessoais e profissionais diferentemente de profissionais de outras gerações.


Link da publicação em anais:
http://online.unisc.br/acadnet/anais/index.php/salao_ensino_extensao/article/view/10426

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    André Maurer

    Mestrando em Administração na Universidade de Santa Cruz do Sul, possui graduação em Administração pela Universidade de Santa Cruz do Sul.

    Atualmente atua na Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais da Universidade de Santa Cruz do Sul. Também atua como professor de cursos e extensão em língua inglesa no Centro de Línguas e Culturas da UNISC e é coordenador de Teste Internacionais e Proficiência em Línguas. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão de Talentos, atuando principalmente nos seguintes temas: Liderança, motivação, carreira, gerações e perfil profissional.

    Exibir