Desempenho como Consequência da Dinâmica das Relações de trabalho entre o Sector Clínico e sector Administrativo no Hospital Geral de Mavalane

*Tema: Desempenho como Consequência da Dinâmica das Relações de Trabalho entre o Sector Clínico e Sector Administrativo Resumo *Autora: Marta da Glória Manjaze Introdução: O Hospital é uma das organizações mais complexas que alberga diversos sectores de trabalho, que funcionam num ciclo vicioso de complementaridade. O presente estudo é produto de um trabalho de pesquisa realizado entre os meses de Agosto à Novembro de 2008 no Hospital Geral de Mavalane (HGM). Objectivo: Teve como objectivo principal analisar o contributo da dinâmica intersectorial dos profissionais do Sector Clínico e Administrativo na melhoria do desempenho das actividades no HGM. Metodologia: O trabalho consistiu numa pesquisa de carácter descritiva, foi na sua grande parte qualitativa a recolha de dados foi operacionalizada através de questionários estruturados, entrevistas abertas bem como de observação directa. O estudo foi dirigido à 42 funcionários do HGM, tendo envolvido profissionais de diferentes sectores do Hospital com o devido consentimento e respeito das suas opiniões. Participaram do estudo 42 funcionários, dos quais, 22 pertencem ao Sector Clínico (SC) e 20 ao Sector Administrativo (SA), salientar que o projecto foi submetido ao conselho de ética do Instituto Superior de Ciências de Saúde. Resultados: Dos resultados apurados, notou-se que existe trabalho em equipa no HGM, e que ambos os sectores acreditam que a interdependência contribui para a melhoria do desempenho dos membros do Hospital. O relacionamento entre o sector Clínico e Administrativo é tido como bom. Essa afirmação é defendida por 63% dos entrevistados de ambos sectores. O sector Administrativo é apontado como o sector que mais dificulta o cumprimento dos objectivos traçados, a burocracia excessiva é uma das justificações dadas para esta resposta. Conclusão: Com os dados apresentados podemos conclui-se que o desempenho das actividades do HGM, não se efectua somente através dos recursos disponíveis, o relacionamento entre os diferentes intervenientes, em particular entre o sector clínico e o administrativo contribuem em grande parte para que haja um bom desempenho, confirmando assim a primeira hipótese por nós apresentada, a que afirma que existe um bom desempenho dos profissionais do HGM como resultado das boas relações entre os sectores Clínico e Administrativo. Palavras-chaves: Sector Clínico, Sector Administrativo, Desempenho, Trabalho em equipa e Relacionamento.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Marta

    Sou Licenciada em Administração e Gestão Hospitalar, no ano de 2009, pelo Instituto Superor de de Ciências de Saúde (ISCISA) em Moçambique. Neste momento sou docente estágiária na Cadeira de Fundamentos de Administração. Penso em ser docente estagiária na cadeira de Administração de Unidades Sanitárias.

    Exibir