*/}

voltar para Produção Acadêmica

Custos de transporte da commodity soja: estudo de caso na fazenda Estâncio Lajedo

A pesquisa aborda a falta de estrutura de transporte condizente com o território brasileiro, que além de extenso possui um potencial agrícola promissor, mas que é prejudicado pela falta de modais de transportes eficientes

A racionalização dos custos de transporte torna-se condição básica de competitividade para diversos seguimentos, dentre eles o agronegócio. O transporte rodoviário apresenta-se como um grande integrador das principais regiões produtora de commodities agrícolas com os portos exportadores e o mercado interno. Dessa forma, a proposta deste TCC é analisar os custos de transporte rodoviário da commodity soja, sobre o preço do produto oriundo da Fazenda Lagedo, localizada no município de Fortaleza do Tabocão, Estado do Tocantins, citando também os principais fatores de custo. Para tanto, considerou-se os custos rodoviários da fazenda Estância Lagedo para escoar a safra 2008/09. Como resultado, os principais fatores que impulsionam ou retraem o custo rodoviário são as despesas com combustível, as despesas do conjunto de rodagem, as condições das vias, a distância entre os pólos produtores, os portos e os silos. A pesquisa aborda a falta de estrutura de transporte condizente com o território brasileiro, que além de extenso possui um potencial agrícola promissor, mas que é prejudicado pela falta de modais de transportes eficientes. Apresenta-se dados bibliográficos sobre o transporte de cargas agroindustriais, transporte de soja em grão, conceitos de custos logísticos, transporte, logística e a commodity na economia brasileira, a região norte, breve histórico do Estado do Tocantins, estudo de caso: Fazenda Estância Lagedo.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Raimundo Filho

    Raimundo Filho

    ExibirMinimizar
    CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.