voltar para Produção Acadêmica

A representatividade das exportações para o desenvolvimento local do extremo-oeste catarinense: um estudo na região fronteiriça de Santa Catarina

Este estudo de caso teve como objetivo investigar como se caracterizam as exportações do extremo-oeste catarinense e qual é sua representatividade para o desenvolvimento local desta região. Apoiado na análise de conteúdo da documentação temática, o estudo revelou que os exportadores locais não figuram entre os principais exportadores catarinenses, devido ao contexto nacional e internacional destes e pelo fator cultural das PMEs de comercializarem localmente. As principais exportações locais concentram-se no setor moveleiro (46,85% do total) e os principais destinos são Reino Unido, Estados Unidos da América e África do Sul. A França aparece em décimo nono lugar, acompanhando as tendências catarinenses. Exceto os oligopsônios do setor de carnes, as PMEs favorecem o desenvolvimento local por se originarem e localizarem nos municípios da região. Embora região de fronteira, esta é pouco representativa em relação ao total das exportações do estado. Acredita-se que a questão logística seja uma variável que possa estar impedindo o desenvolvimento e exploração desta possibilidade, bem como a distância dos principais portos marítimos. Estudos são necessários para aprovar ou rejeitar estas hipóteses.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Marcos Ferasso

    Bacharel em Administração (2002) e Especialista em Gestão Empresarial pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2005). Especialista Internacional em Desenvolvimento Local pela Organização Internacional do Trabalho - Nações Unidas, Turim, Itália (2006). Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com estágio de mestrado na Euromed-Marseille Ecole de Management - Marselha, Région PACA, França (2008), onde atuou como Visiting Professor (Exchange student). Atualmente, é Doutorando em Administração pela Universidade Federal do Paraná com estágio doutoral no Forsyth Technical Community College, Winston-Salem, North Carolina, Estados Unidos da América. Possui aperfeiçoamento em Gestão estratégica de desenvolvimento local e regional pelo CEPAL/ONU, Santiago de Chile, Chile (2006). Atua na pesquisa, ensino e extensão de Administração, principalmente nos seguintes temas: Administração geral, gestão do conhecimento, gestão da inovação, clusters ou arranjos produtivos locais, ecossistemas de inovação, empreendedorismo, estratégia e pequenas e médias empresas, e métodos de pesquisa em Administração. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-2907-9133

    Exibir