voltar para Produção Acadêmica

A MATERIALIZAÇÃO DAS ILUSÕES: uma análise crítica da ideologia contemporânea dos Recursos Humanos

O objeto de investigação deste estudo teórico é uma reflexão sobre o setor de Recursos Humanos e seus aspectos ideológicos, na era da reestruturação produtiva neoliberal, no Brasil, no fim do século XX e início do XXI. Ou seja, este texto reflete sobre as estratégias desse setor como políticas substitutivas às políticas públicas, onde o trabalhador, grosso modo, perde seus direitos e amplia as garantias do capital. Isto porque, entende-se o neoliberalismo, como uma estratégia perpetrada pelas classes dominantes, para a superação da crise estrutural do capitalismo, de meados de 1970, que tem como pilar central a reestruturação produtiva, ou, como diz Harvey (2006), um novo tipo de acumulação flexível, que gerou fortes transformações na classe trabalhadora. Assim, e a partir dessas transformações, analisa-se como ficou a questão da alienação, através da análise crítica da ideologia contemporânea da área de recursos humanos, no Brasil, e de seus rebatimentos na classe trabalhadora. Ou seja, estuda-se o caráter ideológico dessa área e averigua-se sua capacidade de materializar ilusões, através de práticas ideológicas, tais como: remuneração variável, pacotes de benefícios flexíveis, programas de treinamento ajustados à cultura e aos valores da organização, entre outros.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.

    Angelo Peres

    Mestre em Economia, pela UCAM. Pós-Graduado em Recursos Humanos, Marketing e Gestão Estratégica. Professor Universitário da Universidade Candido Mendes (UCAM) Sócio-Gerente da Peres & Peres Consultores Associados - Empresa de consultoria especializada em RH. Consultor e palestrante.

    Exibir