Vestir a camisa da empresa: até que ponto isso é possível?
Vestir a camisa da empresa: até que ponto isso é possível?

Vestir a camisa da empresa: até que ponto isso é possível?

Você, como profissional, sabe que atualmente as empresas esperam ter, em seu quadro de funcionários, pessoas realmente comprometidas com sua filosofia, seus objetivos.

Você, como profissional, sabe que atualmente as empresas esperam ter, em seu quadro de funcionários, pessoas realmente comprometidas com sua filosofia, seus objetivos.

Sendo assim, o termo "vestir a camisa" nunca foi tão atual. Diante de tanta pressão por parte da concorrência e obstáculos a vencer, poder contar com o apoio de seus profissionais torna-se fundamental para a empresa. Mas, por parte do funcionário, nem sempre é simples adotar esta postura.


Relação de troca
Vestir a camisa não significa dar todo o seu potencial e não receber nada em troca. Vale lembrar que a relação funcionário - empresa deve ser satisfatória para os dois lados. Afinal, você foi admitido, recebe um salário e deve cumprir com algumas obrigações ao seu contratante.



Por outro lado, deve analisar até que ponto a empresa atende aos seus objetivos e necessidades: é para ela que trabalha, que dedica grande parte do seu tempo e da sua energia.



Nesta relação de troca, estar satisfeito é ponto principal para vestir a camisa. Lembre-se: a empresa deverá fazer a parte dela, mas também cabe a você merecer isso.

Sente-se envolvido?
O ponto é: você se sente motivado pelo trabalho? Neste quesito, da nada adianta mentir para si mesmo. Não há como fingir por muito tempo. Por isso, cabe aí uma análise, se algo não caminha como você gostaria.

Para vestir a camisa, você deve sentir que faz parte de um time. Caso contrário, a situação se complica. É preciso acreditar no que você faz e compreender o objetivo de tanto esforço.

Profissionalismo, acima de tudo
Seja profissional. Se algo lhe desagrada, não adianta simplesmente se revoltar e diminuir seu ritmo. Procure esclarecer os pontos que lhe geram incômodo e faça o seu máximo.

O trabalho se torna muito melhor quando você acredita naquilo que faz. Encare sua relação com a empresa como um casamento. É necessário ter pontos em comum, caso contrário, não há chance de dar certo.

Sendo assim, envolva-se, conheça melhor as metas da empresa, invista em novos projetos, melhore seus conhecimentos. Saiba qual a finalidade do que faz e para quem faz. Participe, faça-se ouvir. Você, ao concordar com a contratação, assumiu compromissos e precisa cumpri-los.

Caso, depois de muita análise, tenha percebido que a melhor opção é mesmo mudar de emprego. Para tanto, tenha muito cuidado nesta transição. Mudar de emprego não significa trocar de camisa da noite para o dia. Mantenha o relacionamento com a contratante anterior, e seja ético o suficiente. Isto se chama profissionalismo.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.