Telefone celular aumenta renda de profissionais autônomos no Brasil

Muitos brasileiros usam o celular como uma ferramenta para aumentar a renda. Segundo uma pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o profissional autônomo fatura quase 20% a mais quando tem um aparelho de telefone móvel.

Muitos brasileiros usam o celular como uma ferramenta para aumentar a renda. Segundo uma pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o profissional autônomo fatura quase 20% a mais quando tem um aparelho de telefone móvel.

Esse é o caso do mestre de obras Luiz Alberto Nunes não sabe mais como trabalhar sem o celular. “As decisões são tomadas no mesmo momento. Tenho uma dúvida, imediatamente falo com ele [o cliente], pode quebrar a parede?”.


O celular quebrou a barreira que separava quem ganha pouco da comunicação por telefone. O economista Luiz Octávio Casarin usou dados do IBGE para descobrir qual foi o impacto do celular na vida de profissionais em que a renda mensal da casa entre R$ 88 e R$ 175 por pessoa.

Em 2001, 65% dessas pessoas não tinham acesso a qualquer tipo de telefonia. Quatro anos depois, a porcentagem caiu para 47%. Neste mesmo período, 25 milhões de brasileiros com rendimento de até R$ 350 por mês tiveram um telefone pela primeira vez, quando compraram um celular. “A renda do trabalhador autônomo que usa celular é cerca de 17% maior”, diz o economista.

As vantagens do telefone celular influenciaram a cabeleireira Iolanda Dantas a tomar a decisão de fechar o salão de beleza que ela tinha e partir para um novo esquema de trabalho. Todo o material que ela precisa agora fica no carro e vai à casa das clientes.

Sem o aluguel e as contas de um imóvel, sobrou mais dinheiro no fim do mês. E as chamadas deixam a agenda de Iolanda sempre lotada. “Eu tenho dois celulares, funciona dia e noite, sem parar. Não tenho horário. Eu fico flexível a qualquer horário das minhas clientes”, conta a cabeleireira.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.