Táxis são proibidos de usarem corredores de ônibus em SP
Táxis são proibidos de usarem corredores de ônibus em SP

Táxis são proibidos de usarem corredores de ônibus em SP

Medida vale apenas para os horários de pico durante os dias úteis; multas só serão aplicadas a partir de 14 de abril

Os 34 mil taxistas que circulam na cidade de São Paulo (SP) estão proibidos de utilizarem os corredores dos ônibus durante os horários de pico -- 6h às 9h e das 16h às 20h. A medida, que tem o objetivo de melhorar a mobilidade urbana, foi anunciada na última sexta-feira (14) para permitir mais velocidade ao transporte público.

As multas, entretanto, não serão aplicadas até o dia 14 de abril, prazo para que a prefeitura municipal instale sinalizações adequadas no trânsito alertando para a limitação.

Por ficarem à esquerda em avenidas movimentadas com a Santo Amaro, Rebouças e Nove de Julho, os corredores são muito utilizados por automóveis para conversões e ultrapassagens. Nas faixas exclusivas que ficam à direita, como a da Avenida Paulista, já é proibido o tráfego de outros veículos.

Já nas faixas exclusivas do corredor Norte-Sul, Marginais, Avenida Indianápolis, Avenida Corifeu de Azevedo Marques e Avenida Sumaré, o tráfego de táxis é permitido.

A medida da prefeitura foi uma resposta a um alerta do Ministério Público de São Paulo, que há três meses deu um prazo de 45 dias para que fosse derrubada a permissão para circulação dos táxis nas faixas dos ônibus. O órgão ameaçou ingressar com uma ação civil pública contra a prefeitura se nenhuma medida fosse adotada.

Os taxistas, por outro lado, não aprovam a restrição. Enquanto a ideia do MP era fechar os corredores 24h, a classe pressionou o órgão a prefeitura, que realizou um estudo para avaliar o impacto se a medida fosse implementada apenas nos horários de pico. Jilmar Tatto, secretário de Transportes de São Paulo, admitiu que será difícil fiscalizar.

Com informações do G1

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.