Startups conhecem espaços de inovação em São Paulo
Startups conhecem espaços de inovação em São Paulo

Startups conhecem espaços de inovação em São Paulo

Visitas técnicas fazem parte da programação do projeto Capital Empreendedor, que aproxima empresas de investidores

Representantes das 25 startups selecionadas para a etapa final do projeto Capital Empreendedor participaram, na última terça-feira (30), de visitas a ecossistemas de inovação na cidade de São Paulo. Os participantes puderam conhecer a Estação Hack, do Facebook, e o InovaBra, iniciativa do Bradesco, além de terem contato com os gestores dos espaços e do Sebrae Nacional.

A programação do dia incluiu ainda visita técnica à Inseed Investimentos, para conversas com o gestor do fundo e com empresários que já receberam aporte de recursos. “As visitas são momentos para os empreendedores se aproximarem dos fundos de investimentos. É uma preparação para que eles conheçam os espaços e levem experiências para seus negócios”, diz Maria Auxiliadora Umbelino, analista do Sebrae Nacional. Ao todo, 52 pessoas estiveram presentes nas atividades.

Um dos sócios-fundadores do site Meu Dinheiro, gerenciador financeiro online, Tiago Comério participou da agenda e destacou a importância da iniciativa do Sebrae: “É uma forma de enxergarmos o propósito do empreendedorismo e aproximar nossas empresas do ambiente de inovação”. A fintech surgiu em 2011, em Vitória (ES) a partir da ideia de controlar o orçamento de modo simples e eficiente. Desde então, apresenta evolução consistente do faturamento, mesmo sem investimento de fundos, até o momento.

O Capital Empreendedor se encerrou nesta quarta-feira (31), no Palácio Campos Elísios, na capital paulista, com o Circuito de Investimentos, tendo a presença da diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, e do gerente da Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros da instituição, Alexandre Comin. A etapa final do projeto também foi marcada pela apresentação de resultados do projeto e pela palestra “Empreendedorismo e oportunidades de investimento de risco no Brasil”, conduzida por Samy Dana.

“Nosso objetivo é criar conexões para o surgimento de novos negócios. Os investidores conhecerão os negócios das 25 empresas e participarão de encontros com os empreendedores para estabelecer uma eventual negociação”, completa Maria Auxiliadora Umbelino.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.