Café com ADM
#
Starbucks se desculpa por símbolos satânicos em cafés
Starbucks se desculpa por símbolos satânicos em cafés

Starbucks se desculpa por símbolos satânicos em cafés

"Não estou em posição de julgar suas crenças ou desmerecer o seu trabalho artístico, porém, julgo sua falta de profissionalismo e de respeito pelos outros" disse consumidora que comprou os cafés

A rede Starbucks se desculpou para uma professora de Louisiana que reclamou que um barista desenhou símbolos satânicos em sua espuma de café. Isso aconteceu em um pequeno shopping com a consumidora Megan Pinion, que postou a reclamação e a foto de suas duas bebidas. Uma delas, tinha um pentagrama desenhado, que ela interpretou mais como uma estrela do que como um símbolo de Lúcifer. Mas a outra era mais explícita, pois tinha o número 666 na espuma.

“Foi no domingo que vimos isso pela primeira vez, quando foi postado em nossa página do Facebook", disse Tom Kuhn, da equipe de mídias sociais do Starbucks, para o The Advertiser. “Nós fomos às redes e nos desculpamos. Nós levamos as reclamações a sério. Não temos certeza de quem serviu ou que bebida era, mas parece, nas fotos, que foi feito com caramelo.”

“Infelizmente não tenho como dar o nome da pessoa que me serviu, porque eu fiquei tão chocada que não consegui virar para olhá-lo”, disse Megan em seu post. “Não estou em posição de julgar suas crenças ou desmerecer o seu trabalho artístico, porém, julgo sua falta de profissionalismo e de respeito pelos outros. Eu sou professora em uma escola pública e se eu desse um objeto para um filho de ateístas ou de não-cristãos com imagens cristãs, eu poderia ser processada num piscar de olhos. Eu sou católica e adoraria espalhar minhas crenças todos os dias. Porém, tenho bom senso o suficiente para ter profissionalismo e seguir códigos de ética. Talvez aquela loja do Starbucks precise entender o mesmo”, completou a professora.

Quando perguntado se isso traria mudança nas artes das espumas de café, Kuhn respondeu apenas: "Eu não sei, talvez sim".

O pedido de desculpas formal dizia: “Nós nos desculpamos sinceramente pela experiência dela. Isso, obviamente, não é o tipo de experiência que nós queremos dar a nossos clientes, e não representa a forma como atendemos nossos milhões de clientes todos os dias.”

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.