Café com ADM
#

Sinal de internet ruim prejudica aulas à distância, afirma professor

De acordo com o professor Newton Campos, “não existe educação à distância sem internet de qualidade”

O território brasileiro ainda necessita de muita melhoria no que tange a tecnologia. Essa falta de infraestrutura no país compromete em grande escala as aulas dos cursos educacionais à distância.

De acordo com o professor Newton Campos, que é docente da FGV-SP e palestrante internacional da IE Business School, na Espanha, “não existe educação à distância sem internet de qualidade”.

Ao falar da educação à distância para integrantes da Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional, em Brasília, dentro do ciclo “Educação em Debate”, o professor questionou a má qualidade da internet no Brasil e apontou artifícios para atrair alunos.

“Temos que diminuir a burocracia, aumentar a eficiência da tecnologia e fazer conteúdos atrativos, como vídeos, games e demais materiais interativos”, declarou.

Newton Campos falou ainda a respeito de inovações que podem transformar a educação à distância em um ensino de excelência. “O sistema ideal para EAD é o híbrido, aula online com aulas presenciais. Também temos que ter controle da presença dos alunos e um sistema para medir qualidade das aulas”, afirmou.

Para Campos, um excelente método de ensino que deveria ser adotado pelas instituições nacionais é o da ‘aula invertida’. “O aluno assiste aos vídeos em casa e tira as dúvidas nas aulas presenciais, é um formato já usado em outros países e vem dando bons resultados” explicou.

Também foi destacado na palestra que, em cinco anos, o Brasil deverá oferecer uma educação à distância de melhor qualidade e alcançar um número muito maior de educandos.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.