Café com ADM
#
Secretaria identifica autor de anúncio que ‘vende negros’ no Mercado Livre
Secretaria identifica autor de anúncio que ‘vende negros’ no Mercado Livre

Secretaria identifica autor de anúncio que ‘vende negros’ no Mercado Livre

A postagem que circulava na internet chocou pelo conteúdo racista e pela semelhança com anúncios feitos na época da escravidão

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, do governo federal, divulgou na última sexta-feira (10) o autor de um anúncio que vende negros por R$ 1 no site Mercado Livre. A postagem que circulava na internet chocou pelo conteúdo racista e pela semelhança com anúncios feitos na época da escravidão.

"É inaceitável a tentativa de desumanização da população negra, enquadrando seus indivíduos como mercadoria e remetendo os mesmos de volta à escravidão”, afirmou ouvidor Carlos Alberto Souza Junior, da Secretaria.

Após a identificação do acusado, caberá ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) a análise de responsabilidade. O responsável poderá ter pena de dois a cinco anos de prisão e ainda pagará uma multa.

“Apesar das ações afirmativas e dos avanços das políticas de inclusão da população negra, ainda, infelizmente, nos deparamos com atos de racismo e discriminação racial como o citado. A discriminação restringe e até anula as condições de igualdade, de direitos humanos e liberdades fundamentais dos indivíduos e enfraquece a democracia no país", afirmou Junior.

Veja abaixo o anúncio feito no Mercado Livre e outros publicados no passado:

Imagens: São Paulo Antiga

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.