Saiba o que são os cigarros eletrônicos e quais são seus riscos

O "e-cigarro" é tido como uma forma de iniciação no vício de fumar

23 abril 2014

O "e-cigarro" é um dispositivo eletrônico que, quando utilizado, produz uma fumaça tal qual um cigarro comum. Além de uma bateria recarregável, ele guarda um espaço onde é depositado um líquido com nicotina, que pode ter ou não sabor artificial - de menta a Marlboro.

Médicos declaram que o cigarro eletrônico, contrariando o pensamento de muitos, não faz com que os fumantes abandonem seu vício. Caso o fizesse, seria considerado um medicamento. Em contrapartida, os adeptos desse novo produto, por enquanto não regulamentado, alegam que este é um meio mais saudável de fumar.

De acordo com Sérgio Vinagre, coordenador regional do programa de prevenção e controle do tabagismo da região Norte de Portugal, onde o assunto vem despertando grandes polêmicas, principalmente pelo alto índice de fumantes entre jovens, os cigarros eletrônicos não são instrumentos para deixar de fumar. “Eventualmente podem ter menos riscos para a saúde, mas não libertam da dependência”, alerta o médico.

O e-cigarro é tido como uma forma de iniciação no vício de fumar, atraindo o público jovem. Ao contrário do que deixam entender as marcas dos e-cigarros, eles não fazem bem à saúde. Ainda não existem muitos estudos a respeito dos potências danos deste aparelho, todavia, uma pesquisa divulgada pela Universidade da Califórnia provou que, para fumá-lo, é necessário despender um maior esforço durante a sucção, o que pode causar ao sistema respiratório.

Por enquanto sua importação e comercialização no Brasil são proibidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com informações do portal Público.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar