Passagem aérea pressiona inflação na primeira semana de maio
Passagem aérea pressiona inflação na primeira semana de maio

Passagem aérea pressiona inflação na primeira semana de maio

Segundo os dados divulgados pelo Ibre, também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos Habitação (de 0,65% para 0,74%); Transportes (0,51% para 0,61%); e Comunicação (0,05% para 0,12%)

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 0,84% na primeira semana de maio - alta de 0,07 ponto percentual acima da taxa registrada na última semana de abril. O resultado do IPC-S foi divulgado hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) e aponta alta de preços em quatro das oito classes de despesas que compõem o índice.

O grupo Educação, leitura e recreação foi o que mais influenciou para a ligeira alta do IPC-S na primeira semana de maio com variação de -0,03%, ante -0,77% na última semana de abril. Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento do item passagem aérea, cuja taxa passou de uma deflação de 29,31% para - 13,12%.

Segundo os dados divulgados pelo Ibre, também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos Habitação (de 0,65% para 0,74%); Transportes (0,51% para 0,61%); e Comunicação (0,05% para 0,12%).

Em contrapartida apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos Alimentação (de 1,42% para 1,31%); Vestuário (0,90% para 0,73%); Despesas diversas (0,48% para 0,37%); e Saúde e cuidados pessoais (1,40% para 1,39%).

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 15 deste mês será divulgada no dia 16 de maio.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.