Café com ADM
#

Os “ensinamentos” da Black Friday

E-commerce tem importante desafio para se preparar para a temporada de compras

A Black Friday, que aconteceu no dia 29 de novembro, serviu de teste para as empresas de e-commerce avaliarem a sua infraestrutura para que possam atender ao número cada vez maior de clientes com a proximidade do final do ano.De acordo com uma empresa de reclamações on-line, a principal queixa dos internautas na edição 2013 do evento foi que as pessoas nem sequer conseguiam acessar os sites das empresas, que caíam ou ficavam fora do ar. A segunda maior reclamação foi de consumidores que acessavam o portal das lojas, mas não conseguiam completar a compra.

Os problemas percebidos nas 24 horas do evento mostram que a expectativa de alta nas vendas em datas importantes para o comércio virtual exige planejamento dos lojistas virtuais, sejam eles de pequeno, médio ou de grande porte. Os consumidores esperam um bom desempenho da loja, independente de quantas pessoas estejam visitando a página na mesma hora. Fica claro que quando os problemas aparecem, a paciência e a fidelidade diminuem.

Para lidar com a sobrecarga, as lojas precisam de capacidade extra nos data centers e serviços de armazenagem de conteúdo que diminuam o tempo de resposta aos consumidores. Uma alternativa cada vez mais adotada pelos sites de e-commerce é o chamado cloud computing, ou “computação na nuvem”. A tecnologia permite a utilização da capacidade de armazenamento de computadores e servidores compartilhados e interligados via internet. Na prática, isso significa que é possível aumentar a capacidade de memória e processamento de acordo com as demandas do site, o que reduz custos e garante o funcionamento do site em momentos de pico.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.