O Winamp não morreu; produto foi comprado e será mantido
O Winamp não morreu; produto foi comprado e será mantido

O Winamp não morreu; produto foi comprado e será mantido

O popular player de áudio havia sido dado como à beira da extinção, no final de 2013

O popular player de músicas Winamp, que havia sido dado como morto no final do ano passado, foi salvo. Antes de ser extinto, o aplicativo foi vendido para a Radionomy, empresa que possui cerca de 6.000 estações de rádio online. O objetivo é integrar essas rádios ao player.

O objetivo da Radionomy com a aquisição é “tornar o player onipresente, desenvolvendo novas funcionalidades dedicadas a sistemas desktop, móveis, automóveis, dispositivos conectados e todas as outras plataformas”, disso o CEO da empresa, Alexandre Saboundjian
, em um comunicado divulgado nesta terça-feira (14).

O Winamp pertencia à AOL e foi vendido juntamente do Shoutcast, serviço de rádios online. De acordo com analistas, a expectativa é de que o aplicativo, aos poucos, se concentre mais no serviço de rádios e menos na reprodução de MP3.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.