O que nunca vai dar certo na busca por emprego
O que nunca vai dar certo na busca por emprego

O que nunca vai dar certo na busca por emprego

Especialista aponta principais falhas dos profissionais na busca por uma recolocação

Você é daqueles que vive enviando currículos para empresas e não tem nenhum tipo de retorno? Isso pode ter uma explicação. Segundo dados da Catho, 78% dos profissionais costumam se candidatar tanto para vagas dentro da área de atuação quanto fora. A ação, no entanto, nem sempre traz os resultados esperados. É que tal atitude pode diminuir as chances de o profissional ser percebido por parte do recrutador, uma vez que não há aderência entre a vaga e as atribuições do candidato.

Ainda que o profissional tenha necessidade de recolocação rápida, a conexão vaga/qualificação é indispensável. Do contrário, o profissional dedica um tempo muito maior para a pesquisa das vagas e possui um retorno muito baixo por parte das empresas, que optam sempre por aqueles que possuem o perfil adequado.

Não atire para todos os lados

Para Bianca Machado, gerente sênior da Catho, "atirar" para todos os lados não ajuda o profissional a se recolocar no mercado de trabalho. "O ideal é que o candidato estude as habilidades citadas na descrição da vaga, compare as atividades - de forma sincera - com o que efetivamente já fez em sua carreira e considere os níveis de compatibilidade com a vaga. Mesmo que não seja de forma completa, o profissional precisa encontrar pontos de sinergia com a oportunidade de emprego", afirma a gestora.

A profissional ainda explica que para o recrutador é negativo quando ele descobre que o candidato, na verdade, nunca passou por tal experiência e mesmo assim se candidatou para "aquela vaga" estratégica e urgente.

"Tenha certeza que a empresa vai buscar exatamente as características descritas. O trabalho do recrutador também é avaliado pela qualidade dos candidatos que aprova para o gestor da vaga, ou seja, dificilmente o recrutador quer se expor e errar na escolha de quem passou pela sua triagem", reforça a profissional.

Portanto, é bom ter cautela ao enviar currículos por aí e evitar se 'queimar' no mercado e piorar as chances de frustração pela falta de retorno.



Aulas para acelerar sua carreira

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento