Morre em São Paulo a vidente Mãe Dináh

Mãe Dinah ficou conhecida por suas previsões, e se considerava uma "sensitiva e intuitiva com percepção extra-sensorial"

03 maio 2014

Morreu na madrugada deste sábado (3) a vidente Benedicta Finnaza, conhecida como Mãe Dinah, aos 83 anos. Ela havia sido internada na última quinta-feira (1) no Hospital da Luz, na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. As causas da morte ainda não foram divulgadas pela família. Ela ganhou notoriedade ao ser apontada como a "vidente pessoal" do ex-presidente Fernando Collor de Melo.

Mãe Dinah ficou conhecida por suas previsões, e se considerava uma "sensitiva e intuitiva com percepção extra-sensorial". Ela antecipou, por exemplo, o acidente aéreo que matou os integrantes da banda Mamonas Assassinas, em 1996 -- segundo ela, quando assistia o grupo na TV, os enxergava envolvidos em uma fumaça preta.

Entretanto ela foi criticada quando disse que Ayrton Senna seria campeão no ano em que o piloto sofreu um acidente e faleceu, em 1994. Mesmo assim, eram frequentes suas participações em programas de TV, onde realizava suas previsões como terapeuta holística. Em 2013, ela protagonizou um comercial da MTV, onde ironizava suas próprias previsões. Confira abaixo:

Filha de pai italiano e mãe descendente de tupis-guaranis, ela começou a realizar sessões aos 13 anos de idade, mas dizia ter começado a prever os acontecimentos aos 3 anos de idade. Mãe Dinah afirmava não utilizar instrumentos como cartas, taro ou búzios, tinha revelações apenas ao olhar para a pessoa.

O corpo de Finnaza está sendo velado desde as 8h no Cemitério da Paz, no bairro do Morumbi, e será enterrado logo mais, às 15h.

Atualização: 15h30min

De acordo com reportagem do R7, Finazza havia sido internada por conta de uma infecção intestinal, que se espalhou pelo corpo e virou uma infecção generalizada, causando a sua morte.

Com informações do IG e G1

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar