Café com ADM
#
Lixeiras high-tech são instaladas em São Paulo
Lixeiras high-tech são instaladas em São Paulo

Lixeiras high-tech são instaladas em São Paulo

Elas evitam o vazamento do chorume e casos de vandalismo, e precisam de apenas 8 horas de sol para funcionar por um mês inteiro

Com o objetivo de tornar a gestão do lixo mais simples, lixeiras high-techs foram foram instaladas em 5 pontos da cidade de São Paulo.A empresa norte-americana Big Belly Solar foi a responsável pela criação das peças implementadas pela associação de lojistas do bairro dos Jardins.

Movidas por energia solar, são necessárias 8 horas de sol para que as lixeiras funcionem por um mês inteiro. A nova lixeira evita o vazamento do chorume e também casos de vandalismo. Ela também compacta os resíduos acumulados e avisa para o serviço de coleta via SMS que os detritos armazenados estão no limite.

A máquina armazenar até 600 litros de resíduos recicláveis (no modo compactado). Esse número é quase 12 vezes o volume comportado por uma lixeira comum.Além disso, evita-se os gastos com mão de obra e combustível para os caminhões, uma vez que só há necessidade de coleta quando a própria máquina avisa.

Para se ter uma ideia da economia causada, na Filadélfia (EUA), são economizados mais de U$ 900 mil todos os anos desde 2011, quando 700 cestos convencionais foram trocados pela lixeira tecnológica.O preço é o único problema até então, já que cada máquina custa US$ 4,4 mil.

Em São Paulo, elas podem ser encontrdas na Alameda Lorena com a Rua da Consolação, na Rua Peixoto Gomide com a Rua Oscar Freire, na Rua Bela Cintra com a Rua Oscar Freire, na Rua Bela Cintra com a Alameda Tietê e na Rua Melo Alves com a Rua Oscar Freire.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.