Liderança feminina: conheça 8 mulheres que se destacaram como líderes
Liderança feminina: conheça 8 mulheres que se destacaram como líderes

Liderança feminina: conheça 8 mulheres que se destacaram como líderes

No mundo, elas ocupam cerca de 24% dos cargos mais altos, segundo a consultoria Grant Thornton

De acordo com a pesquisa Panorama Mulher, realizada pela empresa de recrutamento Talenses, apenas 18% das empresas brasileiras são comandadas por mulheres. Mesmo sendo um número baixo, a liderança feminina tem crescido nos últimos anos, acompanhando uma tendência mundial.

De fato, a consultoria Grant Thornton aponta que no mundo, elas ocupam cerca de 24% dos cargos mais altos. Muitas dessas mulheres, inclusive, tornaram-se conhecidas pela capacidade de gestão e inovação em diversas áreas.

Do setor de tecnologia à política, algumas mulheres servem de verdadeiro exemplo de superação e quebra de barreiras.

1. MARY BARRA, CEO DA GENERAL MOTORS

Há mais de 4 anos, a administradora Mary Barra aceitou o desafio de ser a primeira mulher a liderar uma montadora de automóveis. Se não bastasse estar num universo tradicionalmente masculino, ela ainda conseguiu recuperar a empresa após um recall de 30 milhões de veículos.

Não foi por acaso que ela chegou ao cargo de direção da GM. Mary está na empresa há 36 anos, com uma carreira sólida e bons resultados. Entre eles, está o trabalho de melhorar as vendas internas nos EUA e com um bom crescimento nos mercados europeu e chinês. Mas não pense que a executiva se conformou com o topo: ela planeja desenvolver pesquisas de veículos mais sustentáveis, entre outras inovações.

2. SHERYL SANDBERG, COO DO FACEBOOK

Sandberg não se destaca apenas por ser a diretora de operações (Chief Operating Officer) de umas das maiores empresas globais. Ela também representa a organização na luta pela igualdade de gênero no ambiente de trabalho.

Em 2015, por exemplo, ela doou 31 milhões de dólares em ações do Facebook a instituições sem fins lucrativos que lutam pelo empoderamento feminino. Também viaja pelo mundo todo advogando pelos direitos das mulheres.

3. PAULA PASCHOAL, CEO DO PAYPAL NO BRASIL

Depois de 7 anos trabalhando na empresa de pagamentos online PayPal, Paula Paschoal foi chamada para assumir a direção da organização. Isso depois de passar pelo maior desafio na vida de muitas mulheres: ser mãe.

Logo em um momento de expansão das operações do PayPal em 2014, ela ficou grávida. No entanto, em vez de ser prejudicada na carreira, como acontece com muitas mulheres, ela foi promovida logo que voltou da licença maternidade. Uma demonstração de que é possível sim conciliar o sucesso profissional com a vida pessoal ? basta a boa vontade das empresas.

4. PAULA BELLIZIA, CEO DA MICROSOFT BRASIL

Você deve conhecer bem a Microsoft, uma das maiores empresas do mundo. No entanto, precisa saber também quem é Paula Bellizia, brasileira que se destaca como liderança feminina na área de tecnologia. Depois de 10 anos de carreira como executiva na Microsoft e outros 2 na Apple, ela foi escolhida para liderar a Microsoft Brasil.

Mas não é só na tecnologia que ela se sobressai. Paula também coordena ações dentro da companhia voltadas para a maior diversidade no meio corporativo e a participação das mulheres no meio. Um exemplo é a campanha #MeninasPodemProgramar, que incentiva a presença feminina em áreas científicas e tecnológicas.

5. NADINE GASMAN, REPRESENTANTE DA ONU MULHERES NO BRASIL

A médica Nadine Gasman é mestre em saúde pública pela Universidade de Harvard. Também é doutora em gerenciamento de políticas públicas pela Universidade Johns Hopkins. Com um currículo recheado de importantes trabalhos pelo mundo, a mexicana se destaca como uma importante liderança feminina.

Agora ela chefia a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) no Brasil. A organização é uma divisão voltada para promover a igualdade de gênero, o fim da violência doméstica e outros problemas que afetam tantas mulheres brasileiras.

6. CHIEKO AOKI, FUNDADORA E PRESIDENTE DA BLUE TREE HOTELS

Praticamente uma cidadã do mundo, Chieko Aoki nasceu no Japão, foi naturalizada brasileira, é formada pela Universidade de São Paulo (USP), mas se especializou na área hoteleira nos Estados Unidos. É fundadora da rede de hotéis Blue Tree Hotels, que também inclui restaurantes e um serviço de buffet para grandes eventos.

Além disso, Chieko ainda encontra tempo para participar do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), do LIDEM (Lide Mulher), da Academia Brasileira de Eventos e do Conselho de Empresários da América Latina (Ceal). Só mesmo um grande exemplo de liderança feminina para dar conta de tanto trabalho, não é mesmo?

7. BELINDA JOHNSON, COO DA AIRBNB

A Airbnb é considerada hoje uma das empresas mais inovadoras do mundo, principalmente na área de turismo e hotelaria. E boa parte desse reconhecimento se deve ao trabalho da diretora de operações Belinda Johnson. Quando entrou na organização, em 2011, teve que lidar com diversas batalhas legais, em grande parte por processos de hotéis e outros negócios mais tradicionais.

O esforço valeu a pena. O serviço online de hospedagens era, então, avaliado em 1 bilhão de dólares. Agora, tem um valor de mercado de mais de 30 bilhões, com mais de 5 bilhões em patrimônio.

8. ANGELA MERKEL, CHANCELER ALEMÃ

Para terminar a nossa lista, trazemos a mulher que pode ser considerada a mais poderosa da atualidade. Afinal, Angela Merkel lidera a Alemanha, maior economia europeia e uma das maiores do mundo, desde 2006. É a primeira chanceler alemã, cargo mais alto do governo do país.

Mesmo tendo sido reeleita duas vezes, não pense que a trajetória dela tem sido fácil ? Merkel diariamente enfrenta desafios internos e externos. De qualquer forma, com pacotes de subsídios e estímulos econômicos, conseguiu retirar a Alemanha de uma longa recessão e superar a crise de 2008, fazendo com que o superavit passasse de mais de 12 bilhões de euros.

Todos esses exemplos de liderança feminina mostram que é possível fazer sucesso na carreira profissional, ainda que o caminho para isso seja um grande desafio. As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço no meio corporativo, mas ainda existem muitos entraves a serem superados. De qualquer forma, que essas histórias sirvam de inspiração para que você persista nos seus sonhos.

Luciana Gallo — Diretora financeira da Cesta Nobre.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento