Intérprete de sinais usado em homenagem a Mandela era um impostor
Intérprete de sinais usado em homenagem a Mandela era um impostor

Intérprete de sinais usado em homenagem a Mandela era um impostor

O homem responsável pela gafe ainda não foi identificado

O diretor da Federação Nacional dos Surdos da África do Sul, Bruno Druchen, afirmou que o intérprete de sinais usado na homenagem a Nelson Mandela era um impostor. Segundo Druchen, os discursos de autoridades não estavam sendo traduzidos nem para a língua africâner, nem para o inglês. “Ele movia as próprias mãos, mas não havia sentido no que fazia com elas", afirmou Druchen.

Nicole Du Toit, tradutora oficial para língua de sinais, disse que acompanhou a transmissão pela televisão e percebeu o constrangimento. "Foi horrível, um absoluto circo, muito ruim. Só ele pode entender seus gestos", afirmou.

O homem responsável pela gafe ainda não foi identificado. Um internauta utilizou o Vime para apontar um momento em que o homem fingia interpretar, mas na verdade só estava fazendo gestos aleatórios. Veja abaixo:

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.