França cria lei que proíbe o envio de emails de trabalho após o expediente
França cria lei que proíbe o envio de emails de trabalho após o expediente

França cria lei que proíbe o envio de emails de trabalho após o expediente

Os funcionários franceses estão autorizados a ignorar e-mails e ligações de trabalho após 18h e antes das 9h

Com a internet e a ascensão dos smartphones, ficou difícil deixar o trabalho de lado, mesmo após o expediente. Para ajudar os trabalhadores franceses nessa questão, as federações trabalhistas e sindicatos do país aprovaram um acordo que determina o "desligamento de todas as ferramentas de comunicação à distância" após o expediente.

A regra é fruto de seis meses de negociações, afirma o jornal francês LesEchos. Assim, os funcionários estão autorizados a ignorar e-mails e ligações de trabalho após as 18h e antes das 9h – e as empresas não podem reclamar, caso o empregado não responda as mensagens.

De acordo com as entidades trabalhistas, os chefes estavam invadindo a vida de seus funcionários e cobrando disponibilidade após o expediente, mesmo que indiretamente, ferindo assim a jornada semanal de 35 horas. A lei é direcionada a quem trabalha no setor de tecnologia e consultoria (incluindo-se aí subsidiárias na França de empresas como Google, Facebook, Deloitte e PwC).

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.