Faz bem ser competitivo?
Faz bem ser competitivo?

Faz bem ser competitivo?

Muitas pessoas confundem a competitividade com o ser competidor, mas existe uma grande diferença entre esses dois termos

Apesar de soar negativo, a palavra competitivo e seu significado tem sido visto com bons olhos no mercado de trabalho. Isso porque, esta é uma habilidade saudável e tem como foco a autossuperação.


Muitas pessoas confundem a competitividade com o ser competidor, mas existe uma grande diferença entre esses dois termos. A pessoa competidora, por sua vez, representa a pessoa que pensa em ganhar do outro, vencê-lo e superá-lo, criando um clima de competição dentro da própria equipe, da organização.

Ser competidor é ruim, pois essa pessoa se torna insensível, arrogante e causa desarmonia no ambiente. Já o profissional competitivo é aquele que mantém um bom relacionamento interpessoal, pensa nos outros, é engajado e incentiva, pelo exemplo, aos colegas a darem o melhor de si a cada dia.

Além do mais, a competitividade desenvolve a visão sistêmica do profissional, ajuda no bom desempenho da equipe e no foco, aumenta a produtividade e isso tudo ajuda no alcance de bons resultados.

Esse tipo de profissional tem o cuidado de trabalhar da melhor forma em equipe, sem querer “passar por cima” de ninguém, pois entende que faz parte do todo. O seu sucesso está em se superar, em buscar melhorar suas capacidades e em ser, acima de tudo, a melhor pessoa que se pode ser.

E nesse sentido, o Coaching, método de desenvolvimento humano baseado em diversas ciências, como a psicologia, administração de empresas, gestão de pessoas e outros, é um maravilhoso aliado. Essa metodologia tem como foco ajudar profissionais a aprimorarem habilidades e competências únicas que auxiliarão na tomada de decisão, na visão sistêmica e na inteligência emocional, entre outros, com o objetivo de alcançar a alta performance.

José Roberto Marques - www.jrmcoaching.com.br.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.