Experiência no setor financeiro eleva as chances do profissional se tornar um CEO

Pesquisa aponta que, para os brasileiros, é mais fácil alcançar posições em cargos de diretoria a partir do envolvimento com as áreas de finanças e contabilidade

Profissionais com experiência em finanças têm maiores chances de atingirem posições de liderança – e até atingirem mais facilmente o posto de número 1 da empresa. É o que aponta uma pesquisa global da Robert Half realizada com 2.535 CFOs de 17 países, sendo 100 do Brasil, sobre a importância estratégica dos executivos de finanças e contabilidade nas organizações.

Dos participantes brasileiros, 96% afirmaram que a experiência em finanças e contabilidade aumenta as chances do executivo ser nomeado a cargos de diretoria. Globalmente esse índice é de 87%. Para 91% dos brasileiros, a atuação nessas áreas melhora a possibilidade de o profissional assumir a função de CEO (Chief Executive Officer), contra 86% da média mundial.

Segundo Alexandre Attauah, gerente da Divisão de Finanças e Contabilidade da Robert Half, os resultados refletem o novo status que as áreas adquiriram. “Esses profissionais estão assumindo papeis mais estratégicos e ativos, graças à maior interação com outras áreas de negócios. Hoje o executivo de finanças não tem mais a imagem de profissional dos números e investe cada vez mais em relacionamento, um atributo essencial para os postos de liderança”, conclui o executivo.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.