Empréstimo empresarial: como fazer um bom uso do dinheiro
Empréstimo empresarial: como fazer um bom uso do dinheiro

Empréstimo empresarial: como fazer um bom uso do dinheiro

Conheça algumas dicas para aplicar o dinheiro obtido por meio de empréstimo empresarial e obter o melhor retorno possível.

Conseguir um empréstimo empresarial não é difícil como já foi antigamente. Se sua empresa tem um plano de negócios e previsão de lucro, pode conseguir crédito por meio de serviços online sem sequer passar pela sala de espera de um banco convencional. Mas o que fazer com o dinheiro que cai na conta?

O empréstimo é um produto financeiro pelo qual você paga. Para arcar com as parcelas, o investimento realizado com os recursos captados deve garantir um retorno igual ou superior ao Custo Efetivo Total (CET), que se refere ao "preço" do empréstimo. Caso contrário, serão necessárias novas operações, o que pode comprometer o caixa da empresa.

Leia também:

Hoje, vamos mostrar como utilizar o dinheiro obtido em um empréstimo empresarial, evitando que o custo do crédito se transforme em uma bola de neve.

Faça um planejamento prévio

Antes mesmo de conseguir um empréstimo empresarial, você já deve ter uma destinação para os recursos. Seja uma ampliação de unidade física, seja para financiar o capital de giro ou mesmo reforço do time de colaboradores, o crédito deve ter um propósito específico.

Essa é a primeira etapa para obter o empréstimo. Com o dinheiro em conta, crie mecanismos que garantam sua correta aplicação, como uma planilha de Excel estruturada que permita o cálculo da rentabilidade da sua empresa — o que deve ser feito independente do aporte financeiro.

Elabore um planejamento de custos

Em seguida, proceda com um planejamento de custos de toda a sua empresa. Isso significa que você deve analisar todos os gastos necessários para manter a atividade produtiva — como compra de materiais, salários, impostos e outros. Mapeie os custos fixos e variáveis para saber quanto sua empresa "custa" para continuar funcionando.

É importante ter esse dado em mente porque o CET do empréstimo empresarial será incluído na tabela de custos. Toda empresa precisa ter um planejamento dessa natureza, em especial se ela estiver em busca de algum tipo de aporte financeiro para fomentar suas atividades.

Existem softwares de gerenciamento e planejamento financeiro no mercado que ajudam a elaborar o planejamento de custos. No entanto, esse mapeamento também pode ser feito em uma planilha simples.

Organize a estrutura financeira

Se sua empresa é lucrativa e a estrutura de custos é enxuta, parabéns. Caso contrário, proceda com uma reorganização financeira do seu negócio, cortando gastos mais supérfluos e eliminando processos que não gerem valor para o seu produto ou serviço.

Essa movimentação é comum tanto em pequenas quanto em grandes empresas. O erro de qualquer empresário ou executivo é esperar por um momento de crise para organizar as finanças do negócio, momento em que se fazem necessárias medidas mais drásticas.

Ao contratar um empréstimo empresarial, alinhe a estrutura de custos da empresa para que os recursos sejam aplicados de forma otimizada.

Analise o ROI

Investimentos de qualquer valor devem ser superados pelo seu retorno para que sua empresa seja financeiramente saudável. A melhor ferramenta para essa finalidade é o ROI — ou retorno sobre investimentos.

Ele permite avaliar como qualquer investimento contribui para a conquista de resultados, presumir o prazo para que o crédito passe a dar retorno, tomar decisões de maneira mais objetiva e planejar os objetivos de maneira realista.

Para calcular o ROI, basta subtrair do ganho proporcionado o valor do investimento. Depois, divida o resultado pelo mesmo valor do investimento. O resultado indica o grau de retorno.

Por exemplo, se um empréstimo de R$ 20 mil gerou um retorno estimado em R$ 100 mil, então o ROI foi de 4 vezes o valor do investimento. É importante lembrar que o valor do empréstimo também deve levar em conta o Custo Efetivo Total (juros, impostos e taxas), não apenas o dinheiro que entrou na conta da sua empresa.

Contratar um empréstimo empresarial requer não apenas uma ideia de como o dinheiro será aplicado, mas um objetivo claro e métricas que permitam a correta aplicação dos recursos. Assim, o investimento garantirá um retorno vantajoso para o negócio e abrirá novas oportunidades para sua empresa.

Se você pensa em contratar um empréstimo para turbinar sua empresa, mas tem dúvidas, faça agora uma simulação online, gratuita e sem compromissos por meio da ferramenta da BizCapital.