Dez segredos para educar filhos mais inteligentes
Dez segredos para educar filhos mais inteligentes

Dez segredos para educar filhos mais inteligentes

Aulas de música, doces e a garantia de boas horas de sono podem ajudar

A ciência já ensinou como educar melhor e fazer com que seus filhos cresçam mais felizes. Mas como os pais podem criar filhos mais inteligentes? O Business Insider reuniu dez conselhos dados pelos cientistas para ajudar nessa tarefa.

Veja abaixo:

1) Aulas de música

Pesquisas mostraram que crianças em grupos de música possuem um QI maior, melhores resultados acadêmicos e pontuações em testes de inteligência. Além de ajudar as crianças, a Universidade de Northwestern comprovou que estudar um instrumento também é capaz de ajudar idosos a amenizarem os efeitos da idade.

2) O mito do “atleta burro”

De acordo com o Business Insider, fazer com que seu filho dedique o mesmo tempo aos esportes e aos estudos pode trazer resultados satisfatórios. Estar em boa forma aumenta sua habilidade de aprender, inclusive, estudos apontam que, após se exercitarem, as pessoas gravam as palavras 20% mais rápido. Além disso, manter uma rotina de exercícios aumenta o fluxo sanguíneo para a parte do cérebro focada na memória e aprendizado em 30%.

3) Não leia para seus filhos, leia com eles

Para desenvolver a capacidade de leitura de seus filhos, não permita que eles apenas olhem as figuras, enquanto você faz todo o trabalho. Chame atenção para as palavras. Leia com eles, não para eles. Assim, as crianças poderão construir suas estratégias de leitura.

4) Não permita que seu filho perca horas de sono

Perder uma hora de sono faz com que o cérebro de um aluno da sexta série fique igual ao de um aluno de quarta. Segundo o Business Insider, essa hora de sono diário perdida pode equivaler a dois anos de desenvolvimento e amadurecimento cognitivo.

5) QI não significa muito se não há autodisciplina

LEIA TAMBÉM

7 comportamentos dos pais que impedirão seus filhos de se tornarem líderes

Autodisciplina é mais importante que o QI na hora de prever quem será bem sucedido. Estudantes que demonstram mais força de vontade são mais propensos a obterem boas notas e serem aceitos nas melhores universidades. Eles possuem poucas faltas e passam menos tempo assistindo televisão e mais tempo resolvendo a tarefa de casa.

De acordo com o livro de Charles Duhigg "The Power of Habit: Why We Do What We Do in Life and Business" (O poder do hábito: por que nós fazemos o que fazemos na vida e nos negócios), força de vontade é a característica mais importante para se obter sucesso individual. Outro fator importante é perceber se suas crianças possuem objetivos a serem realizados em longo prazo. Isso determina se elas serão bem sucedidas.

6) O aprendizado é um processo ativo

Vídeos educativos e jogos não funcionam. Segundo o livro "Brain rules for babies" (Regras do cérebro para bebês), esses materiais não possuem nenhum efeito positivo no seu público alvo, crianças entre 17-24 meses e ainda podem prejudicar o processo de aprendizado.

Para cada hora que a criança passa assistindo DVDs e vídeos, ela entende menos seis a oito palavras que crianças que não assistiram. Isso por que o aprendizado real é um processo ativo e não passivo.

Nosso cérebro aprende praticando e não ouvindo. Se você quer memorizar uma passagem, é mais fácil se você passar 30% do seu tempo lendo e os outros 70% testando seu próprio conhecimento.

7) Doces podem ser bons (na hora certa)

Uma boa alimentação é a garantia de crianças mais inteligentes. No café da manhã é importante ter na mesa com carboidratos, fibras e cereais. Entretanto, os pequenos tendem a consumir “alimentos ruins” e o maior problema é que eles fazem isso nos horários errados. Cafeína e glicose podem ser aliados na performance cognitiva, já que juntos podem melhorar a atenção. Então, se seus filhos gostam de refrigerante e doces, é melhor que eles consumam isso enquanto estão estudando que quando estão relaxando.

8) Crianças felizes se tornam bem sucedidas

A felicidade é uma vantagem num mundo que valoriza performances. Geralmente, pessoas felizes são mais bem sucedidas no amor e na carreira e assim possuem melhores empregos e são mais respeitadas. Além disso, elas têm tendência a se casarem e serem mais satisfeitas no matrimônio. E qual o primeiro passo para criar um filho feliz? Seja um pai feliz.

9) Primeiras amizades são importantes

Seus filhos sofrem influência da genética e também de como são educados. Porém, outro fator que deve causar um grande efeito nos seus filhos são as primeiras amizades. Viver em um bairro seguro, frequentar boas escolas e garantir que seus filhos sejam amigos de boas pessoas faz uma diferença em seu desenvolvimento.

10) Acredite nos seus filhos

Quando professores disseram a um grupo de crianças, escolhidas aleatoriamente, que elas eram as mais inteligentes da turma, elas realmente melhoraram sua performance. Esse experimento foi feito em 1968 e, ao final do ano letivo, as crianças que arbitrariamente foram nomeadas como as mais inteligentes ganharam ao menos 10 pontos de QI. Então, acredite nos seus filhos e os incentive.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.