Desmistificando o Cloud Computing

Quando as empresas recorrem a soluções cloud, elas permitem o acesso a informações, programas, arquivos, entre outros, em um sistema único,

No cenário atual em que empresas estão cada vez mais dependentes da tecnologia da informação, tornou-se vital pensar em alternativas rentáveis e seguras para o armazenamento de dados. Uma forma que organizações têm encontrado de alavancar seus negócios com essas melhorias é através do cloud computing, ou computação em nuvem, tecnologia que utiliza a capacidade de armazenamento de servidores compartilhados e interligados através da Internet.

Quando as empresas recorrem a soluções cloud, elas permitem o acesso a informações, programas, arquivos, entre outros, em um sistema único, sendo necessário, como único requisito, possuir um computador ou mobile, com as configurações solicitadas para acesso à internet. Esse tipo de tecnologia possibilita que o sistema de uma companhia seja acessado de qualquer lugar e a qualquer hora, sem a obrigatoriedade de estar no escritório.

Atualmente, a computação em nuvem divide-se em alguns tipos: a infraestrutura como serviço (IaaS), a plataforma como serviço (PaaS) e o software como serviço (SaaS). A IaaS é a categoria mais básica encontrada para serviços de cloud computing e nela a infraestrutura de TI é alugada, assim como os servidores, as máquinas virtuais, o armazenamento, as redes e os sistemas operacionais, tudo através de uma base pré-paga. Por conseguinte, a PaaS é mais utilizada para desenvolvimento, teste, fornecimento e gerenciamento de aplicativos de software. Por fim, o SaaS tem por finalidade fornecer aplicativos de software com manutenção e atualizações de segurança.

Além dos tipos de cloud computing, existem, também, três diferentes tipos de implantação em nuvem: a pública, a privada e a híbrida. A nuvem pública é aquela que é de propriedade de um provedor de serviços de nuvem de terceiros, ou seja, da empresa que está fornecendo o serviço em nuvem; a nuvem privada é de propriedade de uma única organização e é armazenada em servidores internos; e a nuvem híbrida relaciona os dois tipos anteriores de implantação.

Ao adotar uma solução de computação em nuvem, as organizações passam a desfrutar de diversos benefícios, como: eliminação de custo da compra de hardware e software para instalação local; alta velocidade de acesso; capacidade de dimensionamento elástico, ou seja, fornecimento de quantidade correta para os recursos de TI; aumento de produtividade; melhora no desempenho dos serviços de TI; otimização de processos; redução dos custos de backup de dados; possibilidade de recuperação de desastres; e segurança de armazenamento.

Com isso, o cloud computing torna-se relevante na tentativa de tornar um negócio mais rentável. Isso é possível graças à facilidade de manutenção e atualização dos sistemas na nuvem, ao contato com especialistas para a solução de eventuais dúvidas ou problemas e à vantagem competitiva que as empresas ganham com o aumento de produtividade.

Tiago GarbimCEO da Ativy, empresa focada em soluções de Cloud Computing, Disaster Recovery, Comunicações Unificadas e IT Outsourcing, é especialista em migrar aplicações para a nuvem com aumento de performance e segurança das informações. Nos últimos 3 anos se tornou líder em fornecer uma plataforma integrada de Private Cloud de Alta Performance integrada aos principais players de nuvem (AWS, Google Cloud Platform e Microsoft Azure).

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.