Criador do Whatsapp já foi rejeitado em processo seletivo do Facebook
Criador do Whatsapp já foi rejeitado em processo seletivo do Facebook

Criador do Whatsapp já foi rejeitado em processo seletivo do Facebook

Brian Acton, criador do aplicativo de mensagens, também não foi aprovado para trabalhar no Twitter. Conheça a história do fundador do aplicativo mais valioso do momento

A aquisição do Whatsapp pelo Facebook também conta uma história que coloca a perseverança no lugar do sentimento de rejeição. O cofundador da start-up de mensagens instantâneas, Brian Acton, já foi rejeitado em um processo seletivo rede social de Mark Zuckerberg, em 2009. Na ocasião, Acton publicou um tweet com a frase: “O Facebook me rejeitou. Seria uma grande oportunidade para me conectar com pessoas fantásticas. Ansioso para a próxima aventura da vida”.

No mesmo ano, Acton se uniu a Jan Koum, juntos eles fundaram o Whatsapp, um aplicativo que conectaria mais 450 milhões de usuários por meio de mensagens nos smartphones. Entretanto, o Facebook não foi o único a perder a oportunidade de contratar Acton, que também trabalhou no Yahoo e foi rejeitado pelo Twitter em março do mesmo ano.

O Facebook anunciou que pagou US$ 16 bilhões pagos pelo aplicativo, sendo esse o maior valor ofertado pela aquisição de uma startup apoiada por fundos de venture capital, perdendo apenas pela para a compra da Compaq pela HP em 2001, por US$ 25 bilhões. Além dos criadores do app, quem ganhou com a compra foi a Sequoia Capital, o fundo de investimento por trás do WhatsApp, que investiu US$ 8 milhões no aplicativo em 2011.

Sobre o novo passo nos negócios da companhia, a Sequoia escreveu um post em seu blog para falar sobre a simplicidade do Whatsapp, que segundo o fundo de investimentos nunca investiu nada em marketing:

“No momento em que abriram as portas do WhatsApp, Jan e Brian queriam uma empresa diferente. Enquanto outros buscavam atenção, eles se afastaram dos holofotes, se recusando até mesmo a colocar uma placa na porta do escritório do WhatsApp, em Mountain View. Enquanto os competidores promoveram games e correram para construir plataformas, Jan e Brian permaneceram devotados a um serviço de comunicação limpo e que funcionasse com perfeição”, diz trecho da carta escrito por Jim Goetz, o investidor por trás do fundo.

Com informações do Estadão


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.