Café com ADM
#

Como fugir da vida sedentária com atividades rotineiras

Uma das desculpas mais freqüentes de quem leva vida sedentária é a falta de tempo. Mas, segundo o gerente médico Wolfgang Harry Loscher, da Central Nacional Unimed, as pessoas se esquecem de que, no dia a dia, queimamos calorias em atividades corriqueiras.

Uma das desculpas mais freqüentes de quem leva vida sedentária é a falta de tempo. Mas, segundo o gerente médico Wolfgang Harry Loscher, da Central Nacional Unimed, as pessoas se esquecem de que, no dia a dia, queimamos calorias em atividades corriqueiras. “Subir escadas é um bom exemplo. Há pessoas que usam o elevador para subir dois andares. Deixam de se exercitar por falta de hábito de praticar exercícios”, salienta o doutor Wolf, como é mais conhecido.

Ele diz que quem sobe três andares pela escada, gasta 226 calorias. O cálculo é simples, ensina: considerando-se, em média, 18 degraus por andar, deve-se multiplicar 18 x 3 x 0,06. E multiplicar o resultado, novamente, pelo peso. Considerando-se um peso médio de 70 kg, seriam consumidas 226 kcalorias.


Outros exemplos: Um beijo de um minuto gasta 8 kcal. Uma caminhada rápida, suando a camisa, cerca de 500 kcal/hora. Quem vai para o trabalho de ônibus ou metrô, pode descer uns 500 metros (um ponto) antes do ponto ou da estação. Caminhará uns cinco minutos, suficientes para queimar cerca de 40 kcal. Talvez as pessoas não se dêem conta de que fazer compras no supermercado, além de consumir tempo, também contribui para combater o sedentarismo. Uma hora fazendo as compras semanais no supermercado significa menos 270 kcal.

Ao contrário da música de Roberto Carlos, nem tudo o que é bom “é ilegal, é imoral ou engorda”. Uma relação sexual queima 700 kcal/hora. E os adeptos do videogame não podem ser acusados de desleixo com os exercícios físicos. Uma divertida hora jogando videogame queima 108 kcal. É claro que jogar futebol (580 kcal) tem efeito mais intenso. E dançar rapidamente (uma salsa, ou um merengue, ou forró) equivale a menos 605 kcal/hora.

A seguir, uma lista com as dicas do doutor Wolf:

1. Não fique parado. Se trabalhar num escritório, levante-se a cada 30 minutos e caminhe um pouco.

2. Suba pela escada até três andares, e desça até cinco. Ou mais, se o preparo físico permitir (sem salto alto, pois isto desequilibra e pode levar a quedas e entorses. Também não é adequado para quem tem doença ortopédica em joelhos e tornozelos).

3. Guarde o controle remoto da televisão à noite. Isso obrigará você a caminhar para trocar de canal, justamente após o jantar, ajudando o processo de digestão.

4. Se utilizar ônibus ou metrô, desça uns 500 metros antes do trabalho ou da escola, para caminhar um pouco (desde que a segurança o permita).

5. Em shoppings, vá pela escada.

6. Faça ginástica laboral em seu escritório ou demais ambientes de trabalho. Se não houver, sugira que seja criada.

7. Faça pequenos serviços domésticos. Limpe a casa (300 kcal/hora); passeie com o cachorro (150 kcal); toque bateria, se os vizinhos não se incomodarem (110 kcal); arrume a cama (60 kcal/hora).

8. Limite o uso do automóvel para saídas superiores a um quilômetro, exceto se tiver de carregar muitas compras ou outros objetos pesados.

9. Faça alguns alongamentos a cada hora, ainda que esteja sentado em sua cadeira no escritório. Ajuda a relaxar, melhora a concentração e... queima calorias (principalmente se você trabalha muito tempo ao computador).

10. Não combine horas à frente da televisão com alimentos que só engordam. Levante-se, caminhe um pouco e, se tiver fome, prefira frutas a salgadinhos, biscoitos e outras tentações (se não tiver jeito, coma gorduras boas – nozes, amêndoas ou castanha do Pará).
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.