Como anda seu networking?

Reservar um tempo para conversar com seus colegas e investir em capital de relacionamento faz toda a diferença!

Há tempos nesta coluna não toco num assunto importantíssimo. Ainda mais nesta época de fim de ano, que estamos sempre presentes a eventos e confraternizações, você já pensou sobre como anda seu networking?

Ser uma pessoa bem relacionada pode ajudar e muito a sua carreira, tanto no que diz respeito a encontrar um novo emprego, quanto a melhorar o trabalho em que você já está. Buscar bons relacionamentos com colegas, superiores e subordinados pode ajudá-lo, pois, certamente, você terá mais informações e eventualmente mais oportunidades.

Uma dica que sempre dou é: busque criar vínculos, sendo sincero e demonstrando quem você é. Isso ajuda o outro também se abrir. Daí, virão processos de identificação e, depois disso, mais vontade de compartilhar e enfim, vínculo formado. Não é algo que você possa controlar totalmente, até porque é um processo que ocorre naturalmente, mas que ajuda na aproximação. Aconselho que você não faça isto com todos ao mesmo tempo, dedique-se às relações eleitas. Para você conhecer e se deixar conhecer é preciso tempo e conversas, por isso, tentar fazer isso com todos ao mesmo tempo provavelmente favorecerá relações rasas.

Outro ponto que ajuda na melhoria de sua rede de relacionamentos é a simpatia. As pessoas tendem a se aproximar de quem é simpático, o que inclui o sorriso. Dá mais vontade de conversar com quem sorri. O sorriso e a boa educação chamam as pessoas para conversas, para um cafezinho, ou até uma paradinha na mesa de trabalho do colega, mesmo com um dia corrido. Portanto, pense: você tem sorrido? Tem se mostrado aberto a receber as pessoas, dedica um tempo do seu dia para conversar com os outros? Estas são perguntas que ajudam a diagnosticar o quanto você tem fomentado seu capital de relacionamento.

Se você não se julga tão bom em se relacionar com as pessoas, enumerei algumas dicas básicas, que prometem ser infalíveis.

Pratique a empatia. Colocar-se no lugar do outro ajuda você a humanizar a relação e ser mais próximo;

Sorria, isto fará com que as pessoas se aproximem de você;

Reserve um tempo por dia para conversar, ir às mesas ou ao local de trabalho de outras pessoas;

Fale de você, não só no aspecto profissional, mas no pessoal também: valores, crenças, vivências em comum ajudam no processo de identificação. Falar de você abre uma porta para que o outro fale dele;

Não julgue, quanto menos julgamento mais saudáveis e possíveis são as relações. Tente pensar que a pessoa sempre tem uma intenção genuína e boa por trás de cada ação. Isso fará com que você tenha mais abertura e menos críticas.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.