Business Intelligence e o sucesso para o varejo
Business Intelligence e o sucesso para o varejo

Business Intelligence e o sucesso para o varejo

A ramificação e rapidez do mercado varejista se encaixa dentro deste cenário, onde a demanda por uma análise estratégica pautada em dados reais e com diversas fontes tornou-se crucial

Para as empresas obterem sucesso em seu segmento de mercado, entre outras coisas, a organização interna e o trabalho de equipe otimizado são fatores importantes para que não se perca tempo durante os processos organizacionais. Além disso, outro ponto relevante para ser bem-sucedido é saber utilizar a inteligência de mercado a favor dos negócios. Estudos densos sobre a área de atuação possibilitam a compreensão do ramo de negócio e o vislumbre de oportunidades.

A ramificação e rapidez do mercado varejista se encaixa dentro deste cenário, onde a demanda por uma análise estratégica pautada em dados reais e com diversas fontes tornou-se crucial. Aderindo a inteligência de negócios, o varejo consegue coletar dados, visualizar aquilo que é necessário para as tomadas de decisões e acompanhar os indicadores chaves do setor. Com isso uma empresa pode ser impulsionada dentre os demais concorrentes, positivamente.

Saindo do modelo tradicional, o comércio eletrônico será fundamental neste mercado.

De acordo com um relatório produzido pelo instituto de pesquisa Forrester, em levantamento solicitado pelo Google, até o ano de 2021 o e-commerce deve dobrar a sua presença no varejo restrito e ter uma média de crescimento de 12,4% ao ano.

Atualmente, o faturamento de tal setor concentra-se em R$ 47,1 bilhões, sendo que 2,8% representam sua participação no varejo, levando em consideração alimentos e bebidas (este número muda para R$ 46,3 bilhões quando se exclui os dois segmentos). Ainda de acordo com o que é previsto pelo Google, este valor deve chegar a R$ 84,7 bilhões no ano de 2021 e conquistar 4,6% do mercado.

Já não se trata como uma opção as empresas aderirem as ferramentas de análise de dados, é um fator de sobrevivência. Aqueles que souberem obter os melhores insights, saem na frente dos concorrentes e colhem bons resultados. Para facilitar o processo de visualização de dados e tornar a análise destas informações mais simplificada, existem plataformas de BI com funcionalidades nativas que dão aos usuários uma opção de captação, visualização, análise e distribuição das informações. Vejo o potencial que o setor possui e o quanto este momento é primordial para que os gestores percebam a importância dos dados e o quanto análises ágeis e confiáveis fazem a diferença no dia a dia e nos resultados dos negócios.

No varejo, essas soluções possibilitam e simplificam a tomada de decisão através do gerenciamento dos estoques, controle de quebras e perdas além de outras análises que podem aumentar a produtividade. A chave do sucesso para as empresas se dá no processo de gestão organizacional e na forma que os dados são manuseados. O BI proporciona a visibilidade que o segmento varejista precisa, quando bem aplicado, os resultados são positivos para a empresa e toda a cadeia envolvida nos processos.

Fábio MelloEspecialista Gestão Integrada de Negócios, com formação em Administração e Comércio Exterior. Atualmente é Diretor Comercial Nacional da Toccato.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.