Café com ADM
#

Bolsas europeias sobem com resultados corporativos

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 1,46%

As ações europeias fecharam em alta nesta quinta-feira após recuarem nas últimas duas semanas, com resultados corporativos reconfortantes servindo de impulso ao mercado, apesar de o Banco Central Europeu (BCE) ter frustrado as esperanças de alguns agentes financeiros por mais afrouxamento monetário.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 1,46 por cento, para 1.290 pontos.

O indicador reduziu os ganhos durante a entrevista coletiva em que o presidente do BCE, Mario Draghi, não revelou medidas específicas de afrouxamento monetário, evitando adotar qualquer medida antes de novas projeções econômicas no próximo mês.

Contudo, a desaceleração nas bolsas europeias não foi duradoura, uma vez que operadores continuaram esperançosos de que o BCE possa introduzir novas medidas em março.

"Poucos economistas previam mudança na política, então não deve vir como uma surpresa, mas à medida que nos aproximávamos da reunião (do BCE) houve maior especulação de que ele poderia anunciar algo", disse o analista Alastair McCaig, da IG.

A ação da Alcatel-Lucent saltou 9,2 por cento, com forte volume, após a fabricante de equipamentos de telecomunicações divulgar margens brutas e lucro operacional melhores do que as expectativas, levando hedge funds a desmontar posições vendidas.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 1,55 por cento, a 6.558 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,54 por cento, para 9.256 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,71 por cento, para 4.188 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 2,28 por cento, para 19.504 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 1,94 por cento, para 9.964 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 2,47 por cento, para 6.888 pontos.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.