Black Friday, Cyber Monday e Natal: pegue o celular e boas compras
Black Friday, Cyber Monday e Natal: pegue o celular e boas compras

Black Friday, Cyber Monday e Natal: pegue o celular e boas compras

A modalidade de compras via dispositivos móveis, o Mobile Commerce, cresce em ritmo acelerado desde 2013, ano em que bateu 4,8% de share, enquanto em 2017 o índice chegou a 27,3%

Nas próximas semanas o varejo brasileiro viverá algumas de suas mais importantes datas para vendas como a Black Friday, Cyber Monday e o Natal. A cada ano, os dispositivos móveis assumem protagonismo maior nas estratégias das marcas, não apenas como parte da comunicação, mas como elo fundamental para gerar a venda.

A modalidade de compras via dispositivos móveis, o Mobile Commerce, cresce em ritmo acelerado desde 2013, ano em que bateu 4,8% de share, enquanto em 2017 o índice chegou a 27,3%, com média de 56,7% de crescimento anual no período, de acordo com o Ebit. As categorias que lideram os pedidos via mobile são moda e acessórios (15%), casa e decoração (14%) e saúde, cosméticos e perfumaria (12%). Para 2018, a Ebit prevê que o share em compras por meio de dispositivos móveis chegue a 37% do número total de pedidos online.

Um exemplo concreto de como as marcas têm usado a estratégia mobile com foco em vendas é a campanha “Vendendo pneus através de dispositivos móveis”, da Pirelli, ganhadora dos troféus de bronze na categoria de Promoção e de prata para Geração de leads no prêmio Smarties Awards, realizado pela Mobile Marketing Association (MMA).

Até então a marca tinha como costume focar a promoção dos produtos na mídia tradicional como revistas, televisão e outdoors, mas apostou na venda de pneus por meio de cupons em dispositivos móveis. O resultado obtido foi de mais de 30 mil cliques no banner do anúncio, 2.991 downloads e 1.148 pneus vendidos, além de um ROI acima de US$ 100 mil, em apenas dez dias.

Para alcançar tais números, a campanha da Pirelli foi baseada em dados a partir da geolocalização, que permitiram monitorar os hábitos de consumo dos usuários e atingir o público correto, no contexto e no momento adequados, identificando os proprietários de carros que frequentavam postos de gasolina e/ou estacionamentos. Esses usuários foram convidados a baixar o cupom para torná-lo efetivo nos revendedores da marca por meio de um banner.

Se alguém ainda tinha dúvidas que mobile pode ser fundamental para ajudar nas vendas é melhor deixá-las para trás. Abaixo apresento outros pontos que podem ser levados em consideração para garantir para as diferentes marcas, o sucesso nas vendas neste fim do ano por meio dos dispositivos móveis:

Aposte nos vídeos - Esse formato segue como a principal tendência, pois é o mais consumido pela audiência. De acordo com dados da Magna, os vídeos deverão crescer 33% na América Latina, em 2018, sendo o formato que mais crescerá no ano. Para que o resultado seja efetivo, no entanto, é preciso contar com soluções como o Instant-Play, da AdColony, que oferece publicidade em vídeo em alta definição, full screen, com tecnologia pré-cache, que permite a reprodução automática dos vídeos, garantindo alto viewability.

Uso de apps - O tempo médio dos usuários em aplicativos foi de 3h08m em 2017, enquanto em mobile web foi de 33 minutos. Além disso, o brasileiro passa 95% do tempo em mobile usando os dez principais aplicativos no celular, de acordo com a pesquisa The Global Mobile Report, da consultoria comScore. Quando se pensa na publicidade in-app, é preciso destacar a categoria games como a mais relevante para anúncios. Os usuários passam de 20 a 40 minutos por dia jogando e os apps de games, o maior tempo de sessão em comparação às demais categorias. Cada sessão dura, em média, 5,3 minutos, enquanto em aplicativos de outras categorias (como redes sociais, notícias e esportes) o tempo varia entre 2 e 3,5 minutos.

Geolocalização — Ao utilizar a tecnologia do GPS, é possível impactar o usuário onde ele está e em tempo real, com segurança e transparência. São diversas oportunidades com esse recurso como uma estratégia de oferecer desconto para usuários que estejam em lojas concorrentes às de sua marca, ou mesmo em seu próprio varejo.

Geo audience — O histórico do deslocamento do usuário diz muito sobre seus interesses e hábitos. Esse recurso utiliza o GPS que gera e armazena dados seguros e transparentes, para serem utilizados na entrega de campanhas. Além de impactar de acordo com a localização em tempo real, uma estratégia vencedora tem sido identificar potenciais clientes com base nos locais que visitaram nos últimos 30, 60 e 90 dias. Por exemplo, um usuário que frequentou concessionárias ou visitou estandes de imóveis.

Uso de DCO technology — Muito já se falou sobre como o mobile possibilita impactar as pessoas na hora certa, no momento exato e com a mensagem correta. E, de fato, com o uso adequado de dados e tecnologia, é possível colocar em prática esse conceito, com recursos como criativos dinâmicos (DCO technology), que entregam determinada peça de acordo com o local, horário e clima. Um bom exemplo é a campanha para a marca de café colombiana Juan Valdez, que disparava diferentes mensagens, por exemplo, sugerindo bebidas geladas quando a temperatura estava alta e vice-versa.

Alberto PardoCEO e fundador da Adsmovil, empresa especializada em publicidade para dispositivos móveis, e parceira exclusiva da AdColony na América Latina. Para mais informações: adsmovil.com

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.