Análise: Um PPA que prepara para a aposentadoria

Saiba mais sobre o PPA - Programa de Preparação para Aposentadoria

Temos a imensa vontade de continuar sendo felizes, não é? Certo dia, encontrei um amigo que há muito não via e ele me pareceu feliz, com sua nova vida de aposentado. Trabalhamos juntos cinco anos num projeto de celulose na Amazônia.

Lembro-me de quando eu era menino e meu pai assinava a revista Seleções Readers Tigest, que foi por assim dizer nossa principal fonte de conhecimentos do mundo naqueles tempos sem TV e Internet.

Revistas eram O Cruzeiro e Manchete, novela vinha pelo rádio e a gente tinha que imaginar as cenas do mocinho cavalgando ao som do pic poc das mãos do contra regra numa mesa. Mas tudo era muito bom. Na Seleções havia uma coluna que se chamava: meu tipo inesquecível e esse amigo que reencontrei é para mim inesquecível.

Ele contou que estava bem, comentou do plano de suplementação da Fundação, do privado que havia sido transferido para um banco. Principalmente havia participado do PPA - Programa de Preparação para Aposentadoria e que sua vida está segura e confiável, que havia tomado rumos diferentes logo após sua aposentadoria.

Curioso, quis saber qual foi a Caixa de Pandora, já que em nosso país os aposentados em sua maioria vivem uma situação financeira ridícula com vencimentos insuficientes para uma vida digna, com planos de saúde explorativos dos idosos e sem dinheiro até às vezes pra comprar seus remédios necessários.

Ele relatou a importância de ter participado do PPA, através da empresa onde trabalhou. Esse programa lhe deu embasamento e conhecimentos pra refletir a vida e planejar realmente os próximos anos, não apenas financeiramente, mas em vários aspectos da vida prática de um aposentado, incluindo, esposa, filhos, netos e amigos.

O programa de PPA lhe deu visão sobre as mudanças que viriam com seu desligamento das atividades produtivas e dos seus amigos de trabalho de tanto tempo juntos que pareciam uma família paralela àquela que tinha em casa, incluindo, cachorro, papagaio etc. Ele me disse haver descoberto que na vida só há um momento pra nós sermos felizes, pelo qual a gente planeja, constrói, sonha e faz planos e colocamos todo nosso esforço pra conseguirmos realizar esses sonhos.

Nessa época nós nos sentimos poderosos e arrojados, colocamos toda nossa vontade e desejos e nos apaixonamos pelo trabalho e pelas coisas da vida como se fôssemos adolescentes diante do primeiro amor.

Aí ele parafraseou o poeta Mario Quintana: “Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo novo, novo e de novo, e quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se presente e tem a duração do instante que passa”

Portanto, há que fazer no presente uma reflexão sobre a vida após a aposentadoria. Principalmente em épocas que a tecnologia da saudabilidade (termo meu) aumenta a longevidade em nossa existência. Temos mais opções culturais, viagens, orientação para a sexualidade com mais vigor e prazer, planejamento financeiro familiar, as mudanças do mundo globalizado e novas oportunidades, como empreendedorismo.

As Empresas estão mais conscientes da importância de oferecer um PPA para seus colaboradores em fase de pré-aposentadoria. Afinal, eles em épocas mais difíceis, sem a tecnologia do pós-modernismo, empreenderam junto com seus pares e fundadores nos negócios. Eles criaram as bases para que muitas empresas que se tornassem grandes conglomerados altamente rentáveis e de sucesso nacional e internacional.

Portanto, esse momento como diz Mario Quintana é o PRESENTE. E ideal para que as pessoas em fase de PPA juntamente com as empresas, reflitam e planejem a transição do conceito tradicional de aposentadoria compulsória para o ócio produtivo. Afinal, a valorização do Capital Humano deveria ser o maior diferencial das empresas.

Bastos Junior - Bacharel em Administração de Negócios/ESAN-SP, Pós-Graduado em Gerontologia Social/PUC-SP; e Lead Assessor pelo BVQI para ISO 9000. Consultor Empresarial associado da RAZÃO HUMANA Consultoria em RH/T&D e especialista em PPA - Plano de Preparação para Aposentadoria.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.