Ação do Itaú Unibanco supera peso de Petrobras em 1ª prévia do Ibovespa

A ação do Itaú Unibanco é o papel com maior participação, de 9,41 por cento, seguido pela ação preferencial da Petrobras, com 7,29 por cento

01 abril 2014

A ação do Itaú Unibanco superou o peso dos papéis da Petrobras na primeira prévia da nova carteira do Ibovespa, divulgada na manhã desta terça-feira. A prévia também traz de volta para o índice a mineradora MMX, informou a agência Bovespa.

A prévia é a primeira indicação da BM&FBovespa sobre o formato da nova carteira teórica definitiva do índice, que irá vigorar de maio a agosto de 2014.

Na nova prévia, que leva em maior consideração o valor de mercado das empresas, ações de bancos ganharam peso.

A ação do Itaú Unibanco é o papel com maior participação, de 9,41 por cento, seguido pela ação preferencial da Petrobras, com 7,29 por cento. A seguir, aparecem a ação preferencial do Bradesco, com 7,25 por cento, a preferencial da Vale, com 6,08 por cento, e a ação da Ambev, com fatia de 5,56 por cento.

Na carteira atualmente em vigor, as ações com maiores pesos são as de Petrobras, Vale e Itaú Unibanco, respectivamente.

A ação da MMX, que havia sido excluída do Ibovespa em seu último rebalanceamento por valer menos de 1 real, entrou na prévia após a mineradora promover no fim de janeiro o grupamento de suas ações.

Em contrapartida, a ação da companhia de diagnósticos Dasa ficou de fora da prévia. O papel teve sua liquidez na bolsa reduzida após a Cromossomo Participações adquirir boa parte do capital da empresa em oferta pública de aquisição de ações (OPA).

Outra ação que ficou de fora da prévia é a da empresa de logística Prumo, ex-LLX, que foi negociada recentemente abaixo de 1 real.

A prévia divulgada nesta terça-feira (1) contém 72 ativos.

A segunda e a terceira prévia da nova carteira serão divulgadas em 16 de abril e 2 de maio.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar