Abelhas são treinadas para detectar câncer e outras doenças
Abelhas são treinadas para detectar câncer e outras doenças

Abelhas são treinadas para detectar câncer e outras doenças

Através do olfato, elas distinguem biomarcadores de doenças no hálito humano

Em geral, insetos têm notáveis habilidades olfativas. As abelhas, por exemlpo, possuem um sistema olfativo dez milhões de vezes mais desenvolvido do que o humano. Uma pesquisa conduzida pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (London School of Hygiene and Tropical Medicine) constatou que as abelhas podem, com suas antenas, detectar doenças como câncer de pele e de língua, tuberculose e diabetes através de toxinas na respiração humana. Isso porque glândulas apócrinas contêm feromônios que guardam informações sobre a saúde de uma pessoa.

Baseada no estudo inglês, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, a designer portuguesa Susana Soares criou um objeto de vidro capaz de diagnosticar tais doenças com o auxílio de abelhas. O projeto é conhecido como The Bees Project.

O recipiente de vidro é dividido em dois espaços. O maior aloja as abelhas e o menor é destinado a receber a expiração do paciente. Caso os insetos detectem o odor dos biomarcadores das doenças, entram no compartimento menor.

Com a ajuda de pacientes com câncer e outras enfermidades, as abelhas são treinadas em apenas dez minutos pelo método Pavlov de reflexo condicionado. Como o hálito deles possui biomarcadores, quando assopram no recipiente, as produtoras de mel são alimentadas com açúcar.Abelhas em treinamento

Com informações do Susanasoares.com.

ExibirMinimizar
aci baixe o app