Volte ao básico
Volte ao básico

Volte ao básico

Pipoca ou bolinho de chuva, em casa com a família, acalenta tantos sorrisos, boas lembranças e momentos de prazer quanto um bom restaurante

Em momentos de expansão econômica, algumas pessoas exageram ao utilizar o dinheiro para se expressar. Imaginam que somente existem de maneira válida, se forem capazes de presentear seu par, filhos e familiares de diversos modos e constantemente. Mas, de repente, a fonte de renda seca, o emprego se vai, ou a empresa vem a falir. Então, se sentem menores e sem valor, motivo para frustração, sensação de fracasso e tristeza.

Não percebem que se esqueceram da simplicidade e focaram excessivamente no materialismo como forma de expressão. Precisam, apenas, voltar ao básico.

Para tanto, é preciso recuperar o foco perdido. Pipoca ou bolinho de chuva, em casa com a família, acalenta tantos sorrisos, boas lembranças e momentos de prazer quanto um bom restaurante. Apenas custa menos. Seu abraço não perde valor, se sua conta bancária estiver negativa. E sua presença nas conversas é tão inspiradora para os amigos quanto nos momentos de bonança. Portanto, seja sempre uma boa companhia, aprecie o bom diálogo e seja uma fonte para que ele aconteça.

É uma tolice achar que o dinheiro não é importante, mas acreditar que somente por meio dele você pode se expressar é uma bobagem.

Períodos de expansão e contração econômica fazem parte da vida, mas não são a vida. Aqueles que você ama e que o amam valorizam sua presença, seu abraço e as palavras mais do que sua conta bancária. E serão a sua energia para recuperá-la, caso precise. Mantenha o foco na simplicidade e persevere.

Vamos em frente!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento