Você vive sua missão?
Você vive sua missão?

Você vive sua missão?

“Os dois dias mais importantes da sua vida são: o dia em que você nasceu e o dia em que você descobre o porquê.” (Mark Twain)

No mundo dos negócios, este tema é bastante comum já que se espera que toda empresa tenha sua missão definida, vivida e estampada em algum quadro visível a todos. A missão é a razão de existir, não somente das organizações, mas também dos indivíduos.

Algumas pessoas sabem a que vieram a este mundo desde pequenas. Outras nunca tiveram isso muito claro. Se você em algum momento já se perguntou o que veio fazer neste mundo, vai compreender o que estou dizendo. Conhecer a própria missão nos permite escolher viver com propósito. E isso significa ir além da rotina, do automático. Vai além da simples existência.

Quem investe em autoconhecimento e desenvolvimento enfrenta este dilema em algum momento. Eu mesma admito que quando trabalhei neste tema esperei algo grandioso, como nos filmes ou desenhos em que uma luz cai sobre você e uma voz do além lhe diz o que fazer. Não foi assim que aconteceu. Muitas vezes a missão é algo simples e que está estampado à nossa frente e esteve ali o tempo todo. Enxerga quem está disposto.

Sua missão está linhada com as suas qualidades, talentos, habilidades. Sua missão se manifesta no seu jeito de agir, pensar, sentir. Está nos gestos mais simples e nas atitudes mais grandiosas. É o que te faz levantar todas as manhãs. Pode estar no seu amor próprio ou na sua vontade de fazer algo por alguém ou mesmo pelo mundo todo. Está nas coisas que fazem você se sentir pleno, vivo, realizado, feliz, grato.

Por isso, não tem certo nem errado. Não existe uma missão melhor que a outra, assim como não existe um indivíduo melhor que o outro. As missões são únicas como as pessoas, e por isso mesmo são tão especiais e importantes para o conjunto. Quando eu me realizo, sou feliz e vivo em plenitude, contagio e influencio positivamente meu entorno.

Para ter mais clareza sobre a sua missão, observe os feedbacks que você recebe das pessoas. Reconheça seus talentos, qualidades e habilidades. Questione-se. Mergulhe no autoconhecimento. Permita-se ser quem você realmente é. Utilize suas características com excelência. Tenha força de vontade. Confie em você mesmo. Coloque-se em movimento.

Muita gente (eu mesma já estive aqui) pensa que precisa ter, para poder fazer e então ser: “quando eu tiver bastante dinheiro poderei fazer as coisas que gosto e sempre sonhei e então serei uma pessoa feliz”. A ciência tem comprovado que não é bem assim. O caminho na verdade é oposto. Pessoas felizes realizam mais e têm melhores resultados. E talvez aqui caiba a reflexão: “em quem eu preciso me transformar para conquistar meus objetivos? ”

Viva sua missão. Você deve isto a você e ao mundo!

ExibirMinimizar
Digital