Você vai ter problemas importando da China

Não importa o tamanho do seu pedido ou tipo de produto, você vai ter algum tipo de problema em qualquer importação da China

Muitas vezes meus clientes me perguntam: "por que o pessoal na China demora tanto para fazer as coisas, como responder emails? Ou por que o fabricante chinês parece que não quer vender para nós? Por que surgem tantos problemas?".

Eu respondo que não existe uma resposta definitiva, mas sim um conjunto de fatores históricos, culturais e mercadológicos que levam a esta situação, mas também eu sempre lhes digo o seguinte:

Não importa o tamanho do seu pedido ou tipo de produto, você vai ter algum tipo de problema em qualquer importação da China. Não importa se é um fornecedor antigo ou se você já tem experiência importando da China, sempre surge alguma coisa nova e inesperada. Seja problemas de qualidade, de prazo de entrega, falha de comunicação, embalagem errada, etc.

O fato é que estamos no Brasil e eles estão na China, a distância é muito grande, as culturas são muito diferentes. Quando se está fazendo negócios com chineses, você vai ter preços/custos dos produtos baixíssimos comparados com a alternativa nacional, mas tem que entender que o nível de serviço deles vai ser pior do que o de fornecedores brasileiros e você vai ter mais trabalho e custos para lidar com eles.

Você, como importador, deve ser preparar para superar alguns obstáculos da indústria chinesa. Por exemplo, fábricas chineses por norma não trabalham com estoques, por isso que os preços dos produtos oscilam muito de uma época para outra (tudo depende dos custos das matérias primas) e os prazos de entregas são mais longos (sem contar o tempo de transporte para o Brasil e processo de desembaraço) - por isso, é preciso paciência e planejamento.

Além disso, as margens dos chineses são muito baixas, por isso as fábricas têm que cortar custos o máximo possível, mesmo que isso signifique usar materiais de segunda linha e cortar atividades não essenciais, como controle de qualidade dos produtos; É normal também para fornecedores aceitarem mais pedidos do que sua capacidade e terceirizarem parte de sua produção para outros fornecedores menores, não apenas tradings mas mesmo fábricas grandes. Isso gera problemas de qualidade e conformidade entre produtos que deveriam ser iguais mas não são.

A solução? Tentar prevenir o máximo de problemas possíveis antes que eles apareçam. Claro, cada caso é diferente, mas você pode tomar algumas ações de prevenção (e mesmo assim, ainda podem surgir problemas):

- para evitar demora no prazo de entrega, enquanto ainda está se fazendo a negociação do pedido, incluir cláusulas de penalidades em caso de atrasos por parte do fornecedor.
- explicar com clareza e simplicidade (seja em inglês ou mandarim) todos os detalhes do produto comprado e os termos do pedido (prazos, condições, custos), a fim de não ter qualquer mal entendido.
- investigar a fábrica/fornecedor antes de enviar qualquer quantia ou fechar pedido - pedindo referências, visitando o local da fábrica, etc.
- desenvolver parcerias de longo prazo com os fornecedores, o que viabiliza a negociação e resolução de disputas.
- inspeção da carga finalizada antes de sair do porto na China, enquanto ainda tem tempo para fábrica consertar qualquer problema.

Que outras ações vocês sugerem para evitar problemas ao lidar com fornecedores chineses?

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.