Você realmente acredita que só conhecimento é poder?

Você realmente acha que somente o conhecimento traz pode ao profissional? Leia esse texto para mudar o seu pensamento

Diariamente recebo muitas mensagens e e-mails de profissionais me relatando que estão em busca de mais conhecimento para poder alavancar suas carreiras. Muitos me pedem dicas, indicações de cursos e de treinamentos.

Eu acredito que essa busca por mais conhecimento é fundamental, estar em constante capacitação é uma necessidade do vendedor, visto a dinâmica do mercado de vendas.

No entanto, uma coisa me incomoda bastante. Grande parte dos vendedores acredita que apenas se “abastecer” de conhecimento é suficiente para uma transformação. Estão sempre pesquisando sobre novos cursos, novas tendências, novas palestras, mas focam somente nisso, baseados em um senso comum muito difundido de que ter conhecimento é ter poder. Poder para ascender profissionalmente, poder para aumentar seus resultados, poder sobre o cliente.

Particularmente, discordo dessa crença. Defendo que ter conhecimento é apenas um potencial poder. Acredito que saber fazer algo e não fazer equivale a não saber. Sendo assim, para o conhecimento chegar ao status de poder, ele precisa ser transformado em prática.

E por que eu resolvi compartilhar este pensamento com você?

Porque tenho visto muitos profissionais que acompanham, por exemplo, as dicas e sacadas que disponibilizo, mas que me relatam que ainda não estão conseguindo resultados. Acredito que muito disso se deve ao fato deles absorverem este conhecimento, colocarem numa “gavetinha em suas mentes” e não praticar.

E falo isso porque eu também já fui assim. Já fui a inúmeras palestras em que ouvia certas experiências dos palestrantes ou de outros profissionais e ficava resmungando coisas do tipo: “Ah! Mas eu já sei”, “pensei que este cara fosse me apresentar alguma novidade, mas já conheço isso”, “já ouvi falar desta estratégia, porém nem vou colocá-la em prática, pois eu sei que não vão dar certo mesmo”.

Então, saía frustrado, achando que tinha perdido tempo e, muitas vezes, dinheiro à toa. E mais uma vez escondia todo aquele conhecimento que tinha adquirido em minha “gavetinha mental” e nada mudava.

E sabe qual era a principal diferença entre aquele profissional que estava no palco palestrando e mim? A diferença é que ele estava ganhando dinheiro e eu não. Ele tinha resultados e eu não. Ele tinha status e eu não. Ele, sobretudo, colocava seu conhecimento em prática e eu não.

Entretanto, quando realmente descobri que o que transforma nossa vida não é conhecimento simplesmente, mas o conhecimento aplicado, meus resultados começaram a mudar. Foi neste momento que abri meus olhos e entendi que conhecimento sem prática, sem tentativa, sem erro e sem processo de aprendizado real não é poder.

Simples! Óbvio!

"Eu sei", você pode estar pensando isso neste momento. Eu também já pensei assim, pois como sempre faço questão de frisar eu falo do que vivi, das minhas práticas, erros e acertos, aquilo que deu certo comigo e pode dar certo com você também.

E de fato, essa constatação de que conhecimento é apenas um potencial poder é muito simples. Então, transforme o seu conhecimento em prática!

Este é o nosso desafio.

Provoque-se: quantas vezes você foi a uma palestra, leu um livro, assistiu um vídeo, ouviu uma dica, fez um novo curso e guardou todo seu conhecimento em sua “gavetinha mental” e não fez nada diferente para a sua vida e para a sua carreira?

Eu tenho certeza que isso já aconteceu várias vezes com você e o motivo é muito simples: mudar nossas práticas requer de nós enfrentar nossos receios, nosso comodismo, nosso medo de errar. Exige que saiamos da nossa zona de conforto, da mesmice e da rotina.

Então, que tal começar a mudar imediatamente? A hora é agora! Tente buscar na sua gavetinha mental de conhecimento uma dica, uma estratégia, uma sacada interessante que você conheceu e coloque em prática. E depois me diga o que você de fato aprendeu com essa experiência.

Podemos fazer diferente, podemos fazer melhor.

Quebre as Regras.

Te vejo no pódio.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento